Advogado retém dinheiro e família espera parecer da OAB-BA há três anos

Temos como meta oferecer serviços jurídicos de altíssimo nível, buscando êxito e rapidez na solução das causas que nos são confiadas”. É o que diz a apresentação do site Arivaldo Amâncio & Advogados Associados. Mas o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) condenou, por entender que houve apropriação indevida, o advogado Arivaldo Amâncio dos Santos. Ele deve devolver R$ 3,4 milhões para a família de um petroleiro, que contratou o serviço do escritório após sofrer um acidente de trabalho na Petrobras, em Alagoinhas, no Nordeste do estado. A decisão é de julho deste ano. Corrigido, o valor supera R$ 5 milhões. Arivaldo é processado pela família de Valdi Pereira Fontes. Os parentes do petroleiro entraram com a representação na Ordem dos Advogados do Brasil, seção Bahia (OAB-BA), em 2014, pedindo a cassação do registro profissional - mas até agora a instituição não emitiu parecer para que a denúncia seja transformada em um processo ou arquivada. (Correio)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*