A celulite tem quatro graus, veja como identificar cada um deles

As celulites vem incomodando as mulheres durante muitos ano, no entanto elas são pefeitamente naturais e é importante saber mais profundamente sobre essas marcas para conseguir entender como podemos amenizá-las e evitá-las. A biomédica Luciana Godinho especializada em estética e explica o que é e como tratar. 

Segundo a médica, celulite não é nada mais do que um depósito de gordura sob a pele. Ela é caracterizada por ter um aspecto ondulado, como uma casca de laranja em algumas áreas do corpo. A celulite, que é o nome popular da lipodistrofia ginoide, é comum em 95% das mulheres após a puberdade e de todas as etnia. 

A celulite pode ter quatro estágios, sendo o primeiro quando os furinhos são visíveis apenas ao pressionar a pele ou contrair os músculos. Não há comprometimento circulatório e o prognóstico de melhora é considerado excelente. 

Na celulite de grau dois, começam a aparecer os primeiros furinhos e a grande quantidade de gordura no interior das células agora está acompanhado de fibrose. Aqui, os problemas circulatórios começam a aparecer e a celulite vai estar mais visível. No terceiro grau, a pele começa a ter um aspecto de casca de laranja, a presença de áreas em relevo e formação de nódulos. Quem está nesse grau pode sentir dores, cansaço nos membros inferiores, aumento da flacidez e sensibilidade ao toque.

De acordo com o site da revista Caras, a quarta fase, as pernas tornam-se pesadas e a pele bem marcada pelo inchaço e também pode edemas, sendo que muitas mulheres sentem cansaço, dificuldade de locomoção e dores por causa da falta de circulação adequada na região. Os nódulos nessa fase podem ser vistos com facilidade sob a roupa.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*