Suco de uva reduz colesterol, é bom para memória e ajuda a perder barriga

De um lado, senhores e senhoras que vivem em Porto Alegre. Do outro, no Rio de Janeiro, triatletas da Marinha. Eles nada, correm, andam de bicicleta. E todos são movidos a suco de uva. Eles foram voluntários em duas pesquisas que testaram os efeitos do suco de uva no organismo. Na Universidade Estadual do Rio de Janeiro ficou provado: tomar um copo antes e outro depois dos treinos ajuda e muito no resultado das competições. Para quem está mais para o outro grupo e também não faz tanto exercício quanto os triatletas, os pesquisadores do Centro Universitário Metodista de Porto Alegre têm boas notícias. “Os idosos que tomaram suco de uva durante 30 dias reduziram peso, reduziram circunferência abdominal, reduziram o índice de massa corporal, o IMC, reduziram colesterol total e reduziram o colesterol ruim. Importante: não alteraram os níveis de glicose e não alteraram os níveis de triglicerídeos”, diz a biomédica Caroline Dani. E nem foi preciso fazer dieta. Bastou incluir no cardápio dois copos de suco, de 200 ml cada, durante um mês. “Eu melhorei em todos os aspectos. Triglicerídeos, colesterol, todos ficaram melhores. Eu perdi 4 quilos e não mudei nada na minha alimentação”, conta a voluntária Dalva Inês da Cas. "Ele aumenta o metabolismo, ele reduz a absorção de gordura. Por diminuir a absorção de gordura, ele diminui os níveis de colesterol. Ele estimula a questão da saciedade”, explica a biomédica Caroline Dani. Além de perder barriga e melhorar as taxas dos exames de sangue, os dados ainda apontam efeitos benéficos para a memória. “Tem estudos demonstrando por ressonância magnética, por exemplo, que 30 dias de ingesta de suco de uva melhoram a ativação cerebral em diferentes regiões do cérebro, melhorando, assim, a memória desses indivíduos. Os polifenóis, eles protegem o sistema nervoso central dos danos provocados pelos radicais livres. Parte da perda de memória está vinculada a essa questão dos radicais livres”, diz a biomédica Caroline Dani. Desde 2009, em todo Rio Grande do Sul, é lei. Mas esta doce obrigação chegou antes a Bento Gonçalves. “Toda rede municipal, existe uma legislação desde 2005, que tornou obrigatório o suco de uva no mínimo uma vez por semana na alimentação escolar”, conta a nutricionista Renata Geremia. (Globo)

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*