Perícia comprova que Waack falou "preto" em vídeo vazado

Uma perícia contratada pelo jornal "Folha de São Paulo" constatou que William Waack – afastado do "Jornal da Globo" acusado de racismo - realmente falou "coisa de preto" em vídeo vazado na internet. Segundo o laudo elaborado pelo Instituto Brasileiro de Peritos (IBP), a análise acústica permite identificar sons correspondentes à palavra "preto". A entidade ainda afirma que foi realizado um estudo perceptivo-auditivo que confirma os resultados, apesar dos níveis elevados de ruídos. Para quem não sabe, nas imagens divulgadas é possível ouvir uma buzina instantes antes do início da participação do âncora no noticiário. Irritado, o veterano disparou: "Está buzinando por que, seu mer%@ do cac#$&*? [..] Deve ser um... não vou nem falar, eu sei quem é...". Em seguida, o jornalista parece dizer ao seu convidado: "Preto, né?".

No dia 8 de novembro, a Rede Globo decidiu suspender o profissional de suas funções dentro da emissora. No comunicado emitido, a empresa garantiu: "A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida". (MSN)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*