Encruzilhada: Ex-prefeito fica inelegível por demitir servidoras que não apoiaram candidato

O ex-prefeito da cidade de Encruzilhada, no sudoeste da Bahia, Alcides Ferraz (PT) está inelegível por oito anos. A decisão é da juíza Adiane de Oliveira, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), e foi publicada nesta segunda-feira (27), no Diário da Justiça Eletrônico do TRE. Segundo a publicação, Dr. Alcides, como é conhecido o ex-gestor, demitiu sem justa causa duas funcionárias da prefeitura, como forma de pressioná-las para que apoiassem seu candidato sucessor na eleição. Além da inelegibilidade, ele também foi multado em R$ 21.282. Na publicação, o TRE informa que: "No caso em questão, demissão desmotivada das funcionárias que não fizeram campanha para o seu candidato em período eleitoral é circunstância que evidencia a utilização do máquina administrativa como mecanismo de manobra político-ideológica".O documento diz, ainda, que o ex-prefeito não apresentou nos autos do processo qualquer justificativa para a demissão das funcionárias, "sendo certo que as suas dispensas nas 'vésperas' do pleito eleitoral são interpretadas como configuradoras de ilícito eleitoral". Alcides Ferraz não se recandidatou ao cargo de prefeito nas eleições de 2016. No entanto, apoiou um dos candidatos concorrentes, que não venceu o pleito. (G1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*