Professora é condenada a pagar R$ 28 mil por ter xingado guarda durante protesto

Uma professora universitária de Fortaleza foi condenada a pagar indenização por ter xingado um guarda municipal, durante uma manifestação. A docente e outras pessoas protestavam contra a construção do viaduto na Avenida Engenheiro Santana Junior, em agosto de 2013, na capital cearense. Todavia, a condenada ainda pode recorrer da ação por danos morais que está lhe custando R$ 28.960. Conforme decisão do juiz, o fato tem um agravante já que a ré é professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), com título de doutora pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), tendo assim consciência da gravidade da postura e possíveis repercussões. Durante o processo da ação, a educadora foi intimada e não compareceu à audiência.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*