Presidente da OAB diz que é ‘inadmissível’ Senado usar voto secreto em caso de Aécio

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, considerou como “inadmissível” a articulação que se desenha no Senado para tornar secreta a votação na Casa que vai deliberar sobre o afastamento e as medidas cautelares aplicadas contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Em nota divulgada nesta sexta-feira (13), Lamachia disse que a sociedade, “mais que nunca”, exige “transparência e honestidade na aplicação da justiça”. “Voto aberto, portanto”, defendeu o presidente da entidade. “A crise pela qual passa o país é, sobretudo, de ordem moral, que submete a classe política brasileira ao maior desgaste de sua história. O resgate de sua credibilidade, essencial à preservação da democracia, exige por parte dela rigoroso senso de cumprimento do dever cívico, dentro das regras da ordem jurídica e constitucional”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*