Primeiro barco de passageiros a navegar no Rio São Francisco é alvo de vandalismo

O primeiro barco de passageiros a navegar no Rio São Francisco, há quase 150 anos, e que atualmente é um monumento de visitação turística em Juazeiro, no norte da Bahia, está com a estrutura danificada. Além da ação do tempo, a embarcação é alvo constante de vandalismo. O vapor Saldanha Marinho, conhecido como "Vaporzinho", fica no centro da cidade. Quem visita o local pode conferir um pouco de como era a navegação no passado, mas também se depara com ferrujem, água empoçada, painel decorativo rasgado e lâmpadas quebradas. Os refletores da área externa, que iluminavam o monumento, foram roubados. "As pessoas não sabem como é grande essa riqueza. Eu, como turista, fico um pouco constrangido, triste", diz o empresário Adilson Pereira. O vapor Saldanha Marinho fez viagens marítimas por quase 60 anos. No local onde hoje o monumento está, funciona o Centro de Informações Turísticas de Juazeiro, criado a partir de uma parceria da prefeitura com o empresário do ramo, Rogério Rocha. Rocha diz que os atos de vandalismo têm prejudicado bastante. "A gente investe, e o pessoal acaba maltratando esse equipamento que só fez o bem para a história do nosso Rio São Francisco e do Vale do São Francisco", destaca. Quando anoitece, o local é fechado com um cadeado, mas isso não impede a ação dos vândalos. Segundo Rocha, o escritório da prefeitura que também funciona no local já foi arrombado cinco vezes. "O pessoal acaba invadindo. A gente precisa de uma ação mais enérgica, tanto da guarda municipal como da comunidade". Em nota, a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esporte, responsável pela manutenção do "Vaporzinho", disse que vai instalar mais duas câmeras de vídeo para monitoramento. Disse ainda que colocará guardas municipais para fazer a segurança do local. (G1 Bahia)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*