Não consegue dormir? Aprenda como combater a insônia

Um mera noite em claro não caracteriza a insônia. Na verdade, o diagnóstico desse transtorno só é dado quando o paciente tem dificuldade de dormir por menos três vezes na semana, há três meses. Entre os efeitos desse distúrbio do sono estão as alterações de humor e, até mesmo, chances de morte. A diretora da Associação Brasileira do Sono, a neurologista Andrea Bacelar, explica as consequências da insônia, que podem ocorrer a médio e longo prazo. “São alterações de humor, cardiovasculares e até aumento nas chances de morte para qualquer pessoa que dorme menos de seis horas por dia”, diz. A falta de sono, com duração inferior a seis horas, também pode afetar o funcionamento do cérebro e prejudicar a aquisição de novos conhecimentos. “A memória de curta duração pode ser prejudicada, por exemplo, fica difícil lembrar onde está a chave. Outra é a memória episódica, passo a não lembrar o que aconteceu em uma data. Outra função comprometida é a executiva, a capacidade de resolver problemas”, afirma. Segundo O Dia, a insônia pode ser tratada. O uso de medicamentos adequados e receitados, uma rotina de exercícios físicos e uma dieta balanceada com, é claro, devido acompanhamento médico, pode ser a solução para quem quer voltar a ter uma boa noite de sono.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*