Fiscais agropecuários ameaçam decretar greve

Os fiscais da Agência de Defesa Agropecuária (Adab) continuam com parte das atividades paralisadas em protesto contra a permanência no cargo do diretor-geral da agência, o ex-prefeito de Alagoinhas Paulo Cezar Simões (PDT). Todas as viagens, palestras, eventos e serviços externos dos fiscais da Adab em toda a Bahia estão cancelados. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, realizada pela Associação dos Fiscais Agropecuários da Bahia, com a participação de associados da Associação dos Especialistas e Fiscais do Grupo Ocupacional Fiscalização e Regulação do Estado da Bahia, nesta última quarta-feira (13), em Salvador. Os servidores vão se manter mobilizados nos locais de trabalho, utilizando camisas pretas nos dois turnos de serviço para divulgação e explicação dos motivos das ações à sociedade. A pressão da categoria contra a permanência de Paulo se baseia na ausência de qualificação técnica e em desacordo com a Lei nº 6.345 de 30/12/91, que exige nível superior para ocupação do cargo segundo informações do Bocão News. Presidente da Associação dos Fiscais Agropecuários do Estado da Bahia (Afa), Urbano Cardoso afirmou ao BNews que existem outros pleitos, a exemplo da realização de concurso, mas o foco da categoria no momento é a saída do diretor. “Foi decidido ontem que não reconhecemos a nomeação dele como diretor. Hoje teremos uma rodada de reuniões com o secretário de Agricultura e representantes da Serin”, afirmou. Questionado sobre a possibilidade da decretação de uma greve, Urbano explicou: “na próxima segunda-feira (18) será realizada nova assembleia onde serão discutidos os encaminhamentos e novos rumos do movimento. A depender do que aconteça na reunião hoje podemos decretar greve”. Nesta sexta-feira (15) os servidores vão realizar uma mobilização na sede da Adab, no bairro de Ondina, em Salvador, além de entrar com representação junto ao Ministério Público para impedir que o ex-prefeito continue no cargo. Os fiscais das coordenadorias da Adab no interior do estado também estão sendo mobilizados para que deem continuidade aos atos da categoria em toda a Bahia. Procurada, a assessoria da Adab afirmou que vai esperar o término da reunião para se manifestar.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*