Consumo diário de uma colher de gergelim elimina gordurinhas

Para manter uma barriga sequinha, muitas mulheres acabam se submetendo às cirurgias plásticas e dietas mirabolantes. Porém, é possível ficar livre das indesejáveis gordurinhas de um jeito muito mais simples e saboroso: basta adicionar uma colher de sobremesa de gergelim ao cardápio diário. Isso porque a semente queima as células adiposas e reduz os agentes oxidantes, danosos ao tecido cutâneo. Fonte de proteínas, como cálcio, ferro e ômega 3, e vitaminas B1, B2 e E, o produto de origem oriental deixa a silhueta enxuta ao melhorar a circulação sanguínea, regular o metabolismo, auxiliar o trânsito intestinal e recuperar a elasticidade cutânea. De maneira natural, o redesenho do contorno corporal também é possível graças à fibra encontrada na casca, que aumenta o tempo de digestão e mantém a sensação de saciedade ao longo do dia. Esse nutriente funciona como auxiliar no combate à flacidez e, por consequência, fortalece o tônus muscular e deixa o abdômen durinho. “Aliado a uma alimentação saudável e à prática de exercícios físicos, o gergelim ainda pode reduzir a inflamação produzida pelo sobrepeso e regular o colesterol, mantendo o corpo saudável e livre de gorduras”, explica Robena Molinari, nutricionista da Clínica de Nutrição Funcional Patrícia Davidson Haiat, do Rio de Janeiro. 

No prato 
Indica-se o consumo de gergelim por meio de sua forma integral e triturada, adicionada a molhos, sucos e saladas. Apesar da recomendação, é possível substituir por alimentos que contenham a semente, como pães e bolachas. Alternativa para quem não é fã do alimento, é utilizá-lo na versão em óleo, em sopas e caldos. Mas é preciso ficar atento para a quantidade diária não ultrapassar o equivalente a uma colher de sobremesa, pois o exagero pode criar o efeito rebote, estimulando a produção das células de gordura. Além disso, é necessário beber dois litros de água, todos os dias, para estimular a absorção das substâncias naturais. (Agência Hélice)


©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*