Cerca de 50% dos trabalhadores baianos não tem carteira assinada

O mercado informal teve 49% dos trabalhadores baianos durante o segundo trimestre de 2017. É o que diz a Superintendência de Estudos Econômicos (SEI), baseada na Pesquisa por Amostra de Domicílios, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso significa que 2,84 milhões dos empregados não têm carteira assinada e, consequentemente, não contribuem para institutos de previdências - fatores que caracterizam a formalidade no mercado de trabalho. Salvador é responsável por 15% do índice de informalidade registrado na Bahia: 447 mil trabalhadores estavam na informalidade em Salvador no período, o que correspondia a 31,5% dos ocupados com rendimento no município, segundo dados divulgados pela SEI ao Bahia.ba.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*