Após ser chamado de anão e caloteiro, Neto processa Mano Góes

Nesta quarta-feira (20), o cantor e compositor Mano Goes usou as redes sociais para insultar o prefeito de Salvador, ACM Neto. Entre as ofensas, Mano chamou Neto de “idiota, golpista, caloteiro, picareta”. Há algum tempo, no entanto, que o cantor faz duras críticas à gestão demista (veja mais aqui). Desta vez, Neto vai processa-lo. A informação foi confirmada pelo secretário de Comunicação da prefeitura de Salvador, Paulo Alencar. No texto de hoje, o músico escreveu que “há cinco anos que a prefeitura de Salvador - leia-se ACM Neto (o herdeiro do avô-bandido maior do Nordeste), não paga direitos autorais. Cada compositor de cada música que você ouviu e ouve em shows em Salvador - seja de Nando Reis ou do Psirico - não ganha direito autoral porque Neto - o aliado de Temer (aquele que diminuiu seu salário), não paga os autores. Neto, o amigão de Aécio, no alto de sua vigarice e prepotência, acha que autores não valem nada”, reclamou. Manno ainda diz que artistas "babam ovo" do gestor ao serem contratados para as festas da cidade só porque foram pagos pelos shows e aponta que a suposta dívida de direitos autorais do município seria de R$ 30 milhões. Ele ainda critica o envolvimento de Neto com políticos ligados à investigações.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*