Aplicativo ajuda a evitar acidentes com crianças esquecidas em carros

Um aplicativo desenvolvido no Rio Grande do Sul ajuda a evitar acidentes como o que causou a morte de um bebê de cinco meses, esquecido no carro pelo pai durante a rotina de trabalho, em Araçatuba, interior de São Paulo. Os sócios Érico Montejo e Larissa Moraes desenvolveram um sistema gratuito que avisa pelo celular quando a criança não é deixada na escola, creche ou onde deveria estar rotineiramente. O serviço, registrado com o nome de "Bebê Alerta", está disponível para celulares com tecnologia Android ou iOS. Montejo é empresário da área de comunicação e Larissa, consultora empresarial. "O aplicativo nasceu da nossa preocupação em defender as crianças de fatalidades, ajudando os pais a reduzir o esquecimento dos filhos nos carros. Na vida atribulada de hoje, é algo que pode acontecer com qualquer pessoa", disse Larissa. O sistema registra a rotina da criança e emite alerta quando ela é quebrada. Se o filho não é deixado na escola no horário previsto, por exemplo, a mensagem indaga se os pais têm conhecimento da falta à aula. Isso também acontece quando a criança sai das aulas antes do horário ou permanece na escola mais tempo que o previsto. Segundo Larissa, o controle também evita casos, que ocorrem com certa frequência, de pais que se esquecem de buscar o filho após o período letivo. Lançado no início deste ano, o serviço já recebeu adesão de escolas de Estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo, de forma gratuita. "Se a escola quiser inserir logotipo ou publicidade, aí é cobrada uma mensalidade", disse a consultora empresarial. Na escola, além do celular, o controle pode ser feito por tablet, notebook ou computador, permitindo a inserção de outros serviços, como a agenda escolar e informações para os pais. Larissa e Montejo pretendem ampliar o leque de utilidades do sistema. "Estamos preparando a segunda fase do projeto, em que os pais poderão usar o sistema de check-in e chek-out em outras atividades do dia a dia", disse Larissa. O funcionamento e formas de acessar o serviço estão disponíveis no site www.bebealerta.com.br.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*