7 de setembro: Temer deve abrir mão da faixa presidencial e recusar desfile em carro aberto

O presidente Michel Temer deve abrir mão da faixa presidencial e do carro aberto Rolls Royce, assim como fez ano passado durante o desfile de Sete de Setembro. A festa da próxima quinta-feira em Brasília custará R$ 787,5 mil e será preparada para 30 mil pessoas. Será o menor preço em sete anos. Segundo informações do jornal O Globo, Temer voltará ao Brasil na véspera da cerimônia, no dia 6 de setembro, e não deve participar do desfile. Em 2016, o presidente havia embarcado para o G20 em 31 de agosto, horas após a definição do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Desta vez, Temer retornará do encontro dos Brics — Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, em Xiamen, na China. Ao lado da primeira-dama, Marcela Temer, o peemedebista foi recebido no último 7 de Setembro com vaias e aplausos, abriu mão da faixa presidencial e não desfilou de carro aberto.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*