Apenas 39% dos bebês brasileiros de até 5 meses são alimentados só com leite materno, diz OMS

Somente 38,6% dos bebês brasileiros se alimentam só com o leite da mãe nos primeiros 5 meses de vida, segundo um relatório Organização Mundial da Saúde. A taxa é considerada abaixo do ideal, mas regular em relação a outros países pela OMS, a média mundial de amamentação nos primeiros 6 meses de vida fica em torno de 20% a 40% (a diferença no número de meses se deve ao fato de os dados disponíveis não serem padronizados). No quesito alimentação exclusiva de leite nos primeiros meses, o país está na frente da Argentina (33%) e atrás da Bolívia (64,3%). Quando considerada a amamentação até 1 ano, o índice brasileiro melhora (47%) ; até os 2 anos, contudo, esse número cai pela metade (26%). A Organização Mundial da Saúde ressaltou ainda que apenas 23 países no mundo superam a taxa de 60% de amamentação exclusiva nos primeiros meses. A avaliação da OMS, a "Global Breastfeeding Scorecard", analisou a amamentação em 194 países. A entidade também avalia como crítico o investimento do Brasil em amamentação, que é de menos de US$ 1 por bebê. O Brasil, no entanto, sai na frente em regulamentações e diretrizes governamentais para a área. Também atingimos a meta de 100% na implementação de melhorias em comunidades para incentivar o aleitamento materno. Outro ponto importante divulgado nesta terça-feira pela OMS é que nenhum país segue inteiramente as diretrizes para a amamentação. A entidade recomenda amamentação exclusiva para bebês até seis meses de idade. O aleitamento materno também deve ser iniciado uma hora após o nascimento e se estender por até 2 anos, com a combinação de outros alimentos.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*