Veja as causas da insônia e como evitar a falta de sono

Estima-se que um a cada cinco adultos sofrem com a insônia. Demorar a conseguir dormir, acordar durante a noite e sentir que o sono não foi suficiente para o descanso completo são alguns sintomas do distúrbio. Ao contrário do que se pensa, existem vários tipos do problemas e para cada um deles um tratamento. Identificar se a causa está relacionada a uma doença física mental ou a um fato ambiental é o primeiro passo para solucionar o problema. Segundo o site G1, existem pessoas que não conseguem dormir com claridade e segundo a neurologista Andrea Bacelar, isso ocorre porque a luz inibe a produção de um hormônio chamado melatonina, responsável por nos fazer dormir. Nesses casos, qualquer luz, seja de aparelhos eletrônicos ou frestas de portas e janelas são suficientes para atrapalhar o sono. A médica aconselha usar uma fita isolante, um pano ou um tapete para cobrir essas pequenas luzes e, assim, dormir melhor. Outro fator que atrapalha o sono de muita gente é o barulho. Roncos, buzinas, sirenes, choros de criança, máquina de lavar e até mesmo os passos do vizinho de cima atrapalham. Nesse caso, a dica é utilizar protetores auriculares, que são descartáveis e duráveis. São vendidos em lojas de material de construção ou decoração a preços variáveis. Se a causa da insônia for mental, pode ser depressão, ansiedade, bipolaridade ou até estresse. Para esses casos, a pessoa só poderá dormir melhor quando o problema de base for tratado. Para identificar os sinais que indicam que a insônia é causada por algum desses transtornos é preciso avaliar se a pessoa tem pensamentos negativos ao deitar, se na hora de dormir ela consegue se desligar das obrigações e se acorda no meio da madrugada sem motivo aparente. 

Se os sintomas forem, por exemplo, acordar com vontade de urinar, dor, excesso de suor, coração acelerado, queimação na garganta, sede ou boca seca esses são sinais de alerta para que a pessoa vá consultar um médico. Esses sintomas são o que os médicos chamam de "passageiros" e estão ligados a algum problema físico, passageiro e na maioria das vezes, tratável. Algumas atitudes antes de dormir também podem ser tomadas para não ter insônia como evitar cafeína, atividade física, celular, internet e também preocupações do dia a dia. É preciso ter cuidado ao tomar medicamentos para ajudar a pegar no sono, o recomendado é procurar um especialista e não se automedicar.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*