Reino Unido decide proibir propagandas com estereótipos de gênero

O órgão regulador da publicidade do Reino Unido, Advertising Standards Authority (ASA), com o respaldo de um relatório bastante completo, divulgou na ultima terça-feira (18) que a partir de 2018, serão banidas as propagandas que façam uso de estereótipos de gênero para vender produtos e serviços. Colocar garotas que se vestem somente de cor de rosa e sonham em ser bailarinas em oposição a meninos vestidos de super-heróis que sonham em ser cientistas e astronautas, de acordo com a instituição, não são uma boa ideia por reforçarem os preconceitos. O órgão já havia desenvolvido regras para evitar campanhas nas quais as mulheres aparecem perigosamente magras ou retratadas como objetos sexuais. Com o novo relatório, a ASA traz novas questões a serem evitadas. Propagandas com mulheres arrumando sozinhas a bagunça feita por uma família inteira, ou com homens que não sabem fazer tarefas domésticas nem cumprir seus papeis de pais, serão banidas. De acordo com o site M de Mulher, as representações mais "leves", entretanto, ainda estão permitidas, como por exemplo, propagandas com homens usando ferramentas como furadeiras, ou mulheres limpando a casa (sem o contexto mencionado anteriormente). “Nossas descobertas sugerem que uma linha mais firme precisa ser traçada em termos de características ou papéis estereotipados de gênero em propagandas – já que eles podem ser prejudiciais às pessoas”, diz o relatório da agência. “Isso inclui propagandas que tiram sarro de quem não se encaixa em noções de gênero tradicionais”.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*