Presidente do STF nega pedido para suspender reforma trabalhista

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, negou nesta segunda-feira (10) um pedido para suspender a tramitação da reforma trabalhista, que está previsto para ser votado no Senado nesta terça-feira (11). A solicitação foi feita por 18 senadores da oposição, sendo a maioria deles do PT. Eles questionam o fato do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) ter negado um requerimento de Lindbergh Farias (PT-RJ), que pediu a suspensão da tramitação da reforma trabalhista até que fosse realizada uma estimativa do seu impacto orçamentário. “Não compete ao Poder Judiciário, por maior que seja a extensão que se pretenda conferir às suas competências constitucionais, analisar o mérito de ato dessa natureza, nesta fase do processo legislativo”, argumentou a ministra ao negar a suspensão.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*