Igreja em Salvador é reaberta após 11 anos de restauração

A igreja de Sant’Ana, em Salvador, com quase 300 anos de história, foi reaberta nesta semana para que a concretização do projeto de restauração fosse apresentado à imprensa, após 11 anos de obras. Apesar da reabertura, e do local estar disponível para visitas, a primeira missa na igreja será realizada no sábado (8), às 18h. Em 2016, mesmo sem a finalização das obras, a parte central da igreja já havia sido reaberta, apenas para os festejos que celebram a padroeira Sant'Ana no mês de julho. As obras de restauração no templo religioso, localizado no bairro de Nazaré, e construído em 1747, foram iniciadas em 2006, depois de serem encontrados problemas de infraestrutura no local, como vazamentos no telhado, água escorrendo, fiação exposta, escadas de acesso interditadas, partes do forro despencados e com risco de ruir. Tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), a igreja guarda tesouros no seu entorno, como os restos mortais da heroína da Independência da Bahia, Maria Quitéria. Sant'Ana faz parte também da vida de personagens que ajudaram a construir a história da Bahia. O pároco da igreja, Abel Pinheiro, conta que Irmã Dulce, a religiosa baiana, morava nos arredores da igreja e era assídua frequentadora do templo católico. Além disso, no templo há uma placa que informa que Irmã Dulce decidiu ingressar na vida religiosa na igreja de Sant'Ana. O padre Abel destacou ainda a importância das obras da igreja para a comunidade. "As telas da igreja estavam escuras por causa da fuligem, e há mais de 100 anos que não fazia-se uma limpeza como agora, então tudo isso volta ao esplendor e oferece à comunidade um espaço digno, aconchegante para celebrações e para o encontro do povo de Deus", disse.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*