Governo do Estado lança edital de certificação do artesanato baiano

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), lançou o edital 2017 do Programa de Certificação do Artesanato Baiano, que confere o selo de qualidade A Bahia Feita à Mão, nesta segunda-feira (3). O evento foi realizado na sede da Coordenação de Fomento ao Artesanato, no Porto da Barra, em Salvador. Inédita no país, a iniciativa chega neste ano à segunda edição. “Nós temos uma expectativa muito positiva. Já conseguimos certificar 190 produtos e isso é muito importante, porque a ajuda, inclusive, a ajustar o conjunto de rede de artesãos que nós temos”, explica a titular da Setre, Olívia Santana.A certificação é feita pelo Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), seguindo os critérios da Base Conceitual do Programa do Artesanato Brasileiro. “O Ibametro é um órgão certificador. Sua expertise vem por agregar valor à mercadoria. A gente faz uma rastreabilidade desde a matéria-prima ao produto final”, explica diretor geral do instituto, Randerson Leal. Entre 2012 e 2016, o Ibametro certificou 95 artesãos, de 25 municípios baianos, como Abaíra, Ribeira do Pombal e outros localizados na Região Metropolitana de Salvador (RMS).A artesã Josélia Souza trabalha com fuxico, bonecas negras, entre outros produtos que já lhe renderam quatro certificações. Para ela, o selo A Bahia Feita à Mão facilitou a aceitação do trabalho no mercado. “Eu adquiri uma melhor confiabilidade dos meus produtos perante os lojistas, os eventos e as feiras”, conta a artesã, que também relata a valorização econômica da mercadoria. “Você pode galgar um preço melhor porque tem o selo”, completa.Além do Programa de Certificação do Artesanato Baiano, a Coordenação de Fomento ao Artesanato realiza outras ações de apoio ao artesão. “Aqui na nossa sede, no Porto da Barra, acontece a comercialização, onde recebemos os produtos do selo A Bahia Feita à Mão, e também estamos emitindo, a partir da avaliação dos produtos, a Carteira Nacional do Artesanato, que permite a participação dos artesãos e artesãs em todas as feiras nacionais, em qualquer estado da federação”, destaca a coordenadora estadual de Fomento ao Artesanato, Luciana Embilina.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*