Defesa de Lula classifica decisão de bloqueio de contas como “ilegal” e “abusiva”

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou nesta quarta-feira (19) a decisão do juiz Sérgio Moro de bloquear R$ 606 mil das contas bancárias do petista como “ilegal” e “abusiva”. Moro determinou também o sequestro e arresto de três apartamentos, um terreno e dois carros. Por meio de nota, os advogados Cristiano Martins e Valeska Martins, declaram que irão recorrer da decisão. “Somente a prova efetiva de risco de dilapidação patrimonial poderia justificar a medida cautelar patrimonial. O Ministério Público Federal não fez essa prova, mas o juízo aceitou o pedido mais uma vez recorrendo a mera cogitação”, diz trecho do comunicado. Os advogados criticaram também a manutenção de sigilo da decisão por Moro. “A decisão é de 14/07, mas foi mantida em sigilo, sem a possibilidade de acesso pela defesa — que somente dela tomou conhecimento por meio da imprensa, que mais uma vez teve acesso com primazia às decisões daquele juízo. A iniciativa partiu do Ministério Público Federal em 04/10/2016 e somente agora foi analisada. Desde então, o processo também foi mantido em sigilo. A defesa irá impugnar a decisão”, diz a nota.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*