MP recorre e pede que ex-BBB Marcos responda por violência doméstica

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) recorreu da decisão de desclassificar como crime de violência doméstica as atitudes do médico Marcos Harter durante a participação no programa Big Brother Brasil (BBB) - de onde foi eliminado após acusação de ter agredido Emilly Correa, sua namorada no confinamento. De acordo com o site UOL, o MPRJ argumentou, no pedido feito nesta quarta-feira (07), que o caso se enquadra na Lei Maria da Penha uma vez que vítima e acusado mantinham um relacionamento íntimo na época das agressões. "Vale salientar que tanto o recorrido quanto a vítima, ouvidos em sede policial, referiram-se ao namoro mantido, por aproximadamente dois meses, durante a edição do programa", lê-se no documento. (Noticias ao Minuto)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*