Justiça nega reconhecimento de vínculo entre motorista e Uber

A Justiça brasileira, pela quinta vez, negou o pedido de reconhecimento de vínculo empregatício de motoristas com o Uber. A última decisão foi deferida na segunda-feira (5), pela 86ª Vara do Trabalho de São Paulo. O juiz Giovane da Silva Gonçalves considerou que não há vínculo entre o aplicativo e o motorista James Cesar de Araújo. Na decisão, o juiz afirma que“não havia, ao contrário do alegado na inicial, qualquer imposição, ainda que indireta, para que o reclamante trabalhasse em jornadas determinadas pela reclamada, muito menos em desrespeito às possibilidades humanas”. Atualmente, mais de 50 mil pessoas usam o aplicativo para obter renda no país.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*