Jean Wyllys acusa Conselho de Ética da Câmara de homofobia

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) lamentou o arquivamento de dois processos contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) no Conselho de Ética da Câmara nesta terça-feira (7). O parlamentar acusou o colegiado de homofobia. " O meu crime foi ser homossexual numa Casa de "homens de bem", escreveu ele, nas redes sociais. "Eu passei um ano inteiro no Conselho de Ética. Ameaçaram cassar meu mandato. Depois, falaram em suspensão de quatro meses, punição mais grave que a que sofreu um deputado envolvido em um gravíssimo esquema de corrupção, o único na história do parlamento que foi suspenso. Tive que apresentar testemunhas da violência sofrida. Tive que depor e suportar as provocações dos deputados das bancadas da bala e da Bíblia. Tive que conseguir advogados. Foi um ano inteiro com meu mandato ameaçado pela homofobia institucional da Câmara dos Deputados. Finalmente, fui punido com uma "advertência"", escreveu ele, em sua página no Facebook. Eduardo Bolsonaro respondia a uma representação por ter cuspido em Wyllys durante sessão em que foi julgada a admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff, em abril de 2016. O deputado do PSOL também havia cuspido em Eduardo no dia, e foi punido por censura escrita aprovada pelo Conselho de Ética em abril deste ano. A segunda representação contra o parlamentar do PSC era referente à publicação e edição fraudulenta de um vídeo considerado ofensivo ao parlamentar do PSOL. Ambos os pedidos foram abertos pelo PT. "A representação contra Eduardo Bolsonaro pelo cuspe e pelo vídeo falso foi arquivada em dez minutos, sem processo, sem advogado, sem testemunhas, sem debate, sem punição, sem manchetes nos jornais, sem reportagem no noticiário". "Não tem outra explicação para a punição contra mim e o arquivamento sumário da representação contra ele, mas isso, tão óbvio e claro, ninguém quer assumir. Significaria ter que se olhar no espelho e não gostar da imagem que ele reflete", escreveu.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*