Férias do meio do ano são ideais para levar crianças ao dentista, diz especialista

Duas visitas ao ano ao dentista é a recomendação da maioria dos profissionais da Odontologia. No caso das crianças, o ideal é que essas visitas aconteçam antes dos semestres letivos, a fim de que dores de dente ou outras complicações não estraguem o recesso escolar e, inclusive, garantam um retorno às aulas sem distrações. “O mais importante de não adiar a consulta com o dentista é tentar remediar os possíveis estragos que esses dias fora da rotina, com acesso maior a doces, refrigerantes e açúcar de maneira geral, podem causar nos dentes das crianças”, destaca Eduardo Oliva, do Cenior SPA Odontológico. O profissional reforça que a higiene oral deve estar em dia, mesmo nas férias, cabendo aos pais essa atenção, além do controle do consumo de doces, que podem ser substituídos por frutas como a maçã, que ajuda na limpeza dos dentes, inclusive. A prevenção é o principal motivo para as consultas semestrais, que podem ainda abrir os olhos dos pais para outros problemas que possam, eventualmente, atrapalhar o rendimento escolar, como cáries, mordida cruzada e respiração pela boca. Casos como esses podem causar dor, cansaço e irritação, prejudicando a capacidade de concentração da criança enquanto assiste às aulas. Casos mais comuns: As cáries, caso mais conhecido, causam dor de dente e, por isso, impactam na qualidade do sono, a alimentação e, sendo constante, os estudos. Crianças que respiram pela boca sofrem com a diminuição da oxigenação cerebral, o que interfere na concentração e atenção. Nos casos de mordida cruzada, dores próximas ao ouvido, por causa da arcada inferior projetada para fora e da superior se projetando para dentro, são comuns. Check-ups constantes nas datas sugeridas pelo profissional de Odontologia são, por conta desses problemas e outros, fundamentais.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*