Elimine a acne com esses seis nutrientes

Terror das festas e maior pesadelo dos adolescentes, a acne acontece porque algumas glândulas da pele começam a produzir sebo demais, que obstrui os poros e serve de alimento para bactérias presentes na pele. Isso tudo gera uma inflamação - os famosos cravos e espinhas. Além de cuidados diários - como limpar a pele do rosto com um sabonete específico para pele oleosa ou acneica, evitar dormir com maquiagem e usar filtro solar oil free todos os dias -, a alimentação também influencia o aparecimento ou não da acne. "O importante é manter sempre uma alimentação balanceada, já que nutrientes isolados não necessariamente provocam efeitos", afirma o nutrólogo Celso Cukier, do Hospital São Luiz. Ele e outros especialistas indicam quais são os melhores nutrientes para quem tem pele acneica. 

Água - "Uma hidratação adequada ajuda a eliminar as toxinas que podem causar problemas de pele", afirma a nutróloga a dermatologista Daniela Hueb, da Clínia Daniela Hueb de estética. Quanto mais hidratada estiver a pele, mais viçosa e fortalecida ela ficará, e isso impede que a produção de oleosidade fique desequilibrada. "A pele desidratada pode ficar manchada e descamada", alerta Daniela. Segundo ela, a recomendação é ingerir cerca de dois litros de água por dia. 

Vitamina A - De acordo com a nutróloga e dermatologista Daniela Hueb, essa vitamina ajuda a pele na medida em que diminui a produção de sebo das glândulas sebáceas, tornando a pele menos oleosa e inibindo a formação da acne. "A vitamina A possui substâncias chamadas rodoxinas, que participam ativamente da recomposição celular, além de ter poder antioxidante", afirma o nutrólogo Celso Cukier. Boas fontes desse nutriente são salmão, cenoura, espinafre e brócolis.

Zinco - Por conta de seu poder anti-inflamatório e antioxidante, esse nutriente atua na pele criando um ambiente inóspito para o crescimento das bactérias causadoras das espinhas, além de ajudar a acalmar uma pele irritada. "Porém, essa ação é incerta, mais pesquisas são necessárias para comprovar a eficácia do zinco no controle da acne", conta a nutrólogo Celso Cukier. O zinco é encontrado em ostras, castanha do Pará e gérmen de trigo.

Vitaminas E e C - Os antioxidantes dessas vitaminas têm um efeito calmante sobre a pele. "A vitamina C fortalece a imunidade do corpo e protege a pele das radiações solares", afirma a nutróloga Daniela Hueb. "Ela também tem um efeito anti-inflamatório, que ajuda a cicatrização e prevenção da acne." De acordo com o nutrólogo Celso Cukier, a vitamina C participa ativamente da produção do colágeno, uma das principais substâncias de sustentação da pele. É por isso que a deficiência desse nutriente pode levar à acne, assim como o seu consumo regular pode diminuir a incidência. Já a vitamina E é rica em antioxidantes e atua na regulação hormonal, evitando a acne. Fontes de vitamina C incluem laranjas, limões, mamão e acerola. Você pode obter a vitamina E a partir de batata-doce, nozes, azeite de oliva, sementes de girassol, abacate, brócolis e folhas verdes.

Selênio - Ele tem propriedades antioxidantes que ajudam a proteger a pele dos danos dos radicais livres. Pesquisadores de uma Universidade na Suécia analisaram 42 homens e 47 mulheres e verificaram que aqueles que consumiram selênio juntamente com a vitamina E, durante 12 semanas, apresentaram melhorias na pele, principalmente na acne. De acordo com a nutróloga Daniela Hueb, o selênio não é específico para acne - ele faz bem para a pele como um todo. Alimentos fontes de selênio incluem germén de trigo, atum, salmão, alho, castanha do Brasil, ovos e arroz integral.

Ômega 3 - "Esse tipo de gordura combate o envelhecimento e melhora a circulação do organismo", conta a nutróloga Daniela Hueb. Ao melhorar a circulação, o ômega 3 faz com que nutrientes e oxigênio cheguem mais rápido à pele por meio do sangue. "Ele também participa do processo de renovação celular, mantendo a pele sempre nova e limpa", completa Daniela. Você pode obter o ômega 3 ingerindo peixes - como salmão e sardinha -, óleo de linhaça, nozes, sementes de girassol e amêndoas.

Fuja de açúcares simples e gorduras saturadas - A nutricionista Daniela Hueb explica que o açúcar refinado exige muita insulina para ser digerido pelo organismo. "Esse hormônio pega a glicose que está no sangue e coloca dentro das células, o que pode gerar inflamações, derrubar nossa imunidade e favorecer o aparecimento tanto da acne quanto de outros problemas de pele", diz a especialista. Segundo o nutrólogo Celso Cukier, pessoas que já têm predisposição à acne também devem evitar gorduras saturadas, pois elas alteram a produção hormonal, aumentando o risco de aparecerem espinhas. "É uma ação conjunta - pessoas que consomem muito açúcar e gorduras saturadas, mas poucas vitaminas, possuem riscos maiores ainda de apresentarem acne", explica. (Minha Vida)

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*