Brasil é visto como segundo mais corrupto em lista de 63 países

O Relatório Global de Competitividade Global 2017, elaborado pelo IMD, uma das mais reputadas escolas de administração do mundo, sediada em Lausanne, aponta que o índice de competitividade do Brasil caiu pelo quinto ano consecutivo. O país aparece na terceira pior posição entre 63 países e, além disso, é considerado o segundo mais corrupto entre todos os pesquisados, atrás apenas da Venezuela. Segundo destaca o site Valor Ecônomico, o Brasil já foi considerado a maior economia da América Latina e agora ocupa a 61ª posição. No ano passado, o país estava na 57ª -, e agora fica à frente apenas de Mongólia e da Venezuela. O Brasil aparece na 62ª posição em termos de eficiência governamental. É o segundo pior do ranking global, só atrás da Venezuela. Um dos componentes desse indicador é "propina e corrupção", com o Brasil também aparecendo como o segundo pior entre os 63 países. Os cinco países vistos no exterior como os que mais têm as práticas de propina são da América Latina: Venezuela (63º), Brasil (62º), Colômbia (61º), Peru (60º) e México (59º). Hong Kong, Suíça, Cingapura, EUA e Holanda são considerados os países mais competitivos do mundo. A publicação explica que esses países mantêm um ambiente amigável aos negócios, que encoraja abertura e produtividade, na avaliação do IMD. O ranking do IMD é baseado em 260 indicadores, sendo dois terços de dados como emprego, comércio exterior, custo do capital e outros. O outro terço vem de 6.250 respostas a uma sondagem junto a executivos internacionais, para medir a percepção deles sobre questões como corrupção, meio-ambiente e qualidade de vida nos países.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*