Oito pessoas vão ser indiciadas por homicídio após incêndio em farmácia que matou 10 pessoas em Camaçari

A polícia indiciou oito pessoas por incêndio em uma farmácia, que deixou 10 pessoas mortas e outras 13 feridas, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. De acordo com a Polícia Civil da Bahia, parte dos indiciados irá responder por homicídio doloso, quando assume o risco de morte. A outra parte responderá por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A identidade dos indiciados não foi divulgada. O resultado das investigações será apresentado nesta sexta-feira (26), pela delegada Thaís Siqueira, titular da Delegacia de Camaçari, e pelo perito criminal Eduardo Rodamilans, coordenador de Engenharia Legal do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A apresentação ocorrerá às 14h, no auditório do edifício-sede da Polícia Civil, no bairro da Piedade, em Salvador.

Caso: A explosão dentro da farmácia ocorreu no dia 23 de novembro de 2016. Entre as vítimas estavam funcionários e clientes, que não conseguiram fugir a tempo. No dia seguinte, a Polícia Civil informou que a tragédia foi causada por uma explosão de gás. Segundo testemunhas, após a explosão, o teto do imóvel teria caído e atingido clientes e funcionários. (G1)

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*