Em 15 anos, mortes relacionadas a Alzheimer aumentaram 55% nos EUA

Entre 1999 e 2014, o número de mortes provocadas pelo mal de Alzheimer aumentou 55% nos Estados Unidos, de acordo com as estatísticas dos Centros de Controle e Prevenção de Enfermidades (CDC) que foi publicada na quinta (26). Os autores do relatório apontam vários fatores para explicar esse aumento: envelhecimento da população, aumento do número de pessoas com o diagnóstico em momento inicial da doença, mais médicos indicarem o Alzheimer como causa de morte nos certificados de óbitos. A taxa de mortalidade aumentou de 16,5 a cada 100 mil pessoas em 1999 a 25,4 em 2014, um aumento de 55%. A maioria dos falecimentos por Alzheimer ocorrem em casas de repouso ou em instituições que oferecem cuidados de longo prazo. Mas a tendência diminuiu de 68% em 1999 a 54% em 2014. De acordo com informações do G1, a taxa de pessoas que morreram em casa subiu de 14% em 1999 para 25% em 2014.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*