Setor de serviços cresce 0,7% em fevereiro

O volume do setor de serviços do país cresceu 0,7% de janeiro para fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Houve revisão dos dados e foi registrado crescimento de 0,2% em janeiro e de 0,6% em dezembro. No confronto com fevereiro de 2016, o setor apontou queda de 5,1%, após ter registrado quedas de 3,5% (revisado) em janeiro e de 5,7% em dezembro. Com esses resultados, a taxa acumulada no ano ficou em -4,3% e, em 12 meses, -5%. Por atividade, em relação a janeiro, cresceram os segmentos de serviços prestados às famílias (0,6%); transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,5%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,2%). Os recuos foram registrados nos segmentos de serviços de informação e comunicação (-1,5%) e outros serviços (-0,5%). O agregado especial das atividades turísticas apresentou crescimento de 0,2% na comparação com o mês imediatamente anterior. As variações positivas foram no Distrito Federal (24%), São Paulo (5,6%) e Goiás (2,7%). As variações negativas foram registradas em Pernambuco (-14,7%), Espírito Santo (-6,5%), Bahia (-5,1%), Rio de Janeiro (-3,3%), Ceará (-2,4%), Santa Catarina (-2,3%), Paraná (-2,0%), Rio Grande do Sul (-1,4%) e Minas Gerais (-0,9%). Na comparação com fevereiro de 2016, as maiores contribuições foram de serviços profissionais, administrativos e complementares, com -2,4 ponto percentual; transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, com -1,5 pp; serviços prestados às famílias, com -0,6 pp; outros serviços, com -0,5 pp, e serviços de informação e comunicação, com -0,1 pp. A receita nominal em fevereiro registrou variação de 0,2% em relação a janeiro e, na comparação com mesmo mês do ano anterior, ficou em 0,5%. A taxa acumulada no ano ficou em 1,3% e, em 12 meses, 0%. Em relação aos resultados regionais em fevereiro, os maiores crescimentos foram em Rondônia (9,1%), Mato Grosso (8,5%) e Acre (2,5%). As maiores quedas foram no Ceará (-9,8%), Espírito Santo (-5,3%) e Pernambuco (-5,2%). Na comparação com fevereiro de 2016, as maiores altas foram registradas no Piauí (10%), Mato Grosso (3%) e Acre (0,5%). As maiores quedas foram registradas em Tocantins (-25,2%), Amapá (-18,9%) e Rondônia (-18%).

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*