Rede quer atrair integrantes do Judiciário para eleições de 2018

A Rede Sustentabilidade quer atrair membros do Judiciário brasileiro para concorrer às eleições de 2018. O partido da ex-senadora Marina Silva quer aproveitar o desgaste de nomes tradicionais na política para renovar o quadro. De acordo com a coluna Painel, da Folha, o juiz Márlon Reis, um dos redatores da Lei da Ficha Limpa, deve concorrer ao Senado pelo Maranhão. O delegado aposentado da Polícia Federal, Jorge Pontes, ex-interpol, é cotado pelo partido para disputar uma vaga à Casa pelo Rio. A Rede também quer filiar o chefe da PF, Leandro Daiello; o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol; e os ex-ministros do Supremo Tribunal Federal, Ayres Britto e Joaquim Barbosa. A assessoria de Dallagnol nega que ele tenha sido sondado, o mesmo que disse a assessoria de Daiello. Em entrevista à publicação, Marina Silva disse que "quem empurra as pessoas do mundo da Justiça ou da polícia para a política são os maus políticos".

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*