Malhar antes do café da manhã pode eliminar mais gordura

Malhar em jejum é um dos principais pontos de discussão entre os especialistas: uns afirmam que a prática é favorável para o emagrecimento, enquanto outros defendem que o hábito faz mal para o corpo. E uma nova pesquisa realizada por especialistas da Universidade de Northumbria (Reino Unido)promete aquecer o debate sobre o tema. Os pesquisadores revelaram que malhar em jejum pode queimar até 20% a mais da gordura que está em excesso no corpo. Isso porque, segundo eles, o treino realizado após uma noite de jejum busca combustível para o esforço no estoque de gordura já existente, que é o qual queremos eliminar. De acordo com o Daily Mail, a pesquisa foi publicada neste mês no periódico British Journal of Nutrition e tinha como objetivo inicial conferir se praticar exercícios em jejum aumentava o apetite ao fim do dia. Para tanto, 12 homens ativos foram submetidos a uma sessão de esteira às 10h em jejum ou depois de terem comido o café da manhã. Em ambas as situações, eles receberam um milk-shake de chocolate para recuperar alguns nutrientes após a atividade. Ao fim do dia, os voluntários puderam desfrutar de um jantar com massas, onde deveriam comer até se sentir confortavelmente saciados. Depois de analisar o comportamento dos participantes, os especialistas descobriram que malhar de manhã não aumenta o apetite ao longo do dia, mesmo que o treino tenha acontecido em jejum. Além disso, observaram que a queima de gordura foi 20% maior entre aqueles que praticaram a esteira de estômago vazio. Apesar de a pesquisa ser uma dica importante para quem quer eliminar a gordura que se acumulou nos temidos pneuzinhos, os especialistas responsáveis pelo estudo ressaltam que é preciso ter cautela ao colocar a tese em prática. Isso porque os voluntários foram submetidos ao exercício em jejum por um período muito curto de tempo. Assim, não se sabe se os efeitos seriam tão benéficos em longo prazo. Por isso, antes de sair por aí treinando de estômago vazio, vale consultar seu instrutor ou nutricionista para ver se ele aprova a prática e garantir o seu bem-estar. (Todaela)

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*