Mais de 416,6 mil baianos ainda não entregaram a declaração do Imposto de Renda

Faltando três dias para o final do prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda, mais de 416,6 mil baianos ainda não acertaram suas contas com o Leão. Segundo a Receita Federal, são esperadas, até as 23h59 de sexta-feira (28), um montante de 1,15 milhão de declarações. Acostumado a fazer a declaração ainda no meio do prazo, o assistente social Joel Miguez teve que deixar o envio do documento para última hora este ano. “Eu mudei de residência entre os meses de março e abril e não conseguia encontrar a pasta onde estavam os documentos. Agora que já achei vou pedir para o meu filho fazer para mim”. Para facilitar o preenchimento, Joel vai separando a notas e documentos mês a mês. Para a psicóloga Joana Neves, a dificuldade é reunir os informes de rendimento. “Eu tendo a deixar para a última hora porque pego os extratos em mais de um lugar. Por conta do trabalho, ainda não tive como ir buscar e, com a data se aproximando, vai ser uma correria. Facilitaria se tivessem me passado por e-mail, mas como não tenho muita coisa para declarar acho que não terei dificuldade”, diz. Entrega antecipada: Quem já enviou a declaração pode conferir o trâmite do documento e até evitar cair na malha fina. “Se o contribuinte já entregou, pode acessar o extrato no e-CAC, disponível no site da Receita Federal, e ver se o documento já foi processado ou se há alguma pendência. Se houver um problema, o sistema vai apontar”, afirma o auditor fiscal da Receita, Adilson Matos. Para acessar o e-CAC pela primeira vez, o contribuinte precisa gerar um código de acesso, utilizando os recibos das duas últimas declarações entregues. Segundo Matos, o extrato da declaração costuma estar disponível após três dias que o documento foi enviado. “No caso do contribuinte que esqueceu de incluir uma renda, por exemplo, ao ver essa pendência, ele pode fazer a declaração retificadora e incluir a informação, evitando cair na malha fina”, diz Matos. Para fazer a correção, ele precisa acessar novamente o programa, informar o recibo da declaração entregue, mudar o tipo da declaração para retificadora e corrigir o erro. Aqueles que já enviaram o documento e têm direito à restituição podem antecipar o crédito com o banco (confira abaixo as condições). Na avaliação do educador financeiro Angelo Guerreiro, a antecipação é vantajosa caso a pessoa possua uma dívida com taxa de juros mais cara. “Se a pessoa deve o cheque especial, por exemplo, é válido trocar uma dívida de 10% por uma de 2,5% para antecipar o crédito”, pontua. Como investimento, Guerreiro aponta que a restituição tem excelente rentabilidade. “O valor vai ser corrigido pela selic que, entre aplicações conservadoras, é o melhor investimento”.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*