Prestes a completar três anos, Lava Jato descobriu mais de R$ 4 bi em propina

Prestes a completar três anos no próximo dia 17, a Operação Lava Jato rastreou pelo menos R$ 4,1 bilhões pagos a políticos, partidos e funcionários públicos, conforme mostrou um levantamento feito pelo jornal O Globo. Desse total, R$ 577,8 milhões foram comprovados em ações já julgadas em primeira instância na Justiça Federal do Paraná e do Rio. Outro R$ 1,7 bilhão faz parte de processos e investigações em andamento. Há ainda R$ 1,9 bilhão reconhecido pela Odebrecht, que já admitiu ter pago esse valor em subornos no Brasil. Entre os nomes beneficiados, estão José Direceu (PT); o ex-senador Gim Argello (PTB); Pedro Corrêa (PP) e Luiz Argôlo, que foi do PP e do SD. Argello, por exemplo, recebeu R$ 7,3 milhões de empreiteiras para que seus executivos não fossem convocados a depor na CPI da Petrobras. Ele pediu que a OAS doasse R$ 350 mil diretamente para uma igreja em Taguatinga (DF). Dirceu teve reformas de imóveis pagas com propina.

0 comentários:

Postar um comentário

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*