FRASES - POEMAS E PROVÉRBIOS

"Como vinagre para os dentes, como fumaça para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam."
(PROVÉRBIOS 10:26)


Empresas Parceiras em Destaque - 320CP

País tem cinco mil vagas em concursos abertos até junho; veja opções

Ao menos 50 concursos públicos estão com inscrições abertas até o final de junho em todo o país. No total são cerca de 5.017 vagas distribuídas entre seleções de nível fundamental, médio, técnico e superior. Também existem oportunidades para cadastro reserva. Na Bahia, falta menos de um mês para o final das inscrições da Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar, que seguem até o dia 19 no site www.ibfc.org.br. O concurso oferece 2.750 vagas distribuídas na capital e interior do estado com vencimento, de R$ 937 a R$ 2.585.

Remuneração
Entre os concursos abertos no Brasil, o que oferece maior remuneração é o da Prefeitura Municipal de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina. São dois editais com uma vaga e cadastro reserva. A remuneração varia de R$ 1.296,71, para agente comunitário, até R$ 16.710,86 para clínico geral e ginecologista/obstetra por tempo determinado. As inscrições para servidores temporários vão até 8 de junho e para agentes até o dia 11, ambos no site ameosc.selecao.net.br. O município de Fraiburgo, no mesmo estado, também se destaca na remuneração. Os vencimentos mensais chegam a R$ 16.543,37 para médico - saúde de família. São 30 vagas para diferentes níveis. A inscrição pode ser feita no site concursofraiburgo.fepese.org.br até 5 de junho. A prefeitura da cidade também divulgou mais dois editais que, juntos, têm 82 vagas.

Cerca de 20% das vagas abertas até junho são oferecidas pela Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas) do Ceará. No total são 1.034 para nível médio e superior. As oportunidades temporárias são para assistente social, psicólogo, pedagogo e socioeducador. A remuneração chega a R$ 2.200. Os interessados devem se inscrever no site www.uece.br até o dia 13.

Maranhão: 32 detentos fogem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas após explodirem muro

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou, por meio de nota, que 32 detentos fugiram da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6) ocorrida na noite deste domingo (21) em São Luís. De acordo com a nota do governo, dois internos morreram durante a troca de tiros com a polícia, seis foram recapturados e 24 permanecem foragidos após a ação criminosa . A fuga ocorreu após explosão de um muro do Centro de Detenção Provisória (CDP), entre 20h e 21h. Ainda de acordo com a nota, após troca de tiros com o Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop), dois internos acabaram morrendo, sendo que um foi a óbito no local e o outro no hospital. O caso está sendo investigado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), por meio do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO) da Superintendência de Estado de Investigações Criminais (Seic), que terá 30 dias para a conclusão do inquérito policial. O Complexo de Pedrinhas está localizado no Km 15 da BR-135, situado na Região Metropolitana de São Luís. Ele é formado pelo Presídio Feminino, Centro de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas (CCPJ), Casa de Detenção (Cadet), Presídio São Luís I (PSL I), Presídio São Luís II (PSL II), Centro de Triagem e Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP).

ANS autoriza reajuste de até 13,55% para os planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fixou em até 13,55% o índice de reajuste a ser aplicado aos planos de saúde médico-hospitalares individuais e familiares, no período compreendido entre maio de 2017 e abril de 2018. O percentual é válido para os planos de saúde contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98 e atinge cerca de 8,2 milhões de beneficiários, o que representa 17,2% do total de 47,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil, de acordo com dados referentes a abril de 2017. A decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) dessa sexta-feira (19/05). As operadoras deverão informar no boleto de pagamento o índice de reajuste autorizado pela ANS, o número do ofício de autorização da ANS, nome, código e número de registro do plano, bem como o mês previsto para aplicação do próximo reajuste anual. As informações são da Assessoria de Comunicação da ANS.

Muritiba: adolescente acusado de assaltos e estupros é condenado pela Justiça

M.A.C.D 17 anos e acusado de assaltos, roubos, ameaças e três estupros na cidade de Muritiba no recôncavo baiano foi condenado em primeira instância há 45 dias de internamento na Fundação Casa em Salvador. O adolescente é acusado de abusar sexualmente de duas crianças em 2015 e na última semana assaltou uma residência na Avenida Paulo Souto na cidade e estuprou a empregada doméstica, além de roubar o local. Nesta quarta-feira (24) a Vara Crime irá realizar a segunda audiência onde decidirá a condenação exata do infrator. A condução do adolescente ate a instituição de acolhimento a menor infrator foi realizada pela viatura do Conselho Tutelar com apoio da Polícia Militar. De acordo com informações ao Voz da Bahia em nenhum momento o acusado mostrava-se ressentido pelos atos cometidos.

Pessoas mais pesadas não morrem mais cedo, diz estudo

As pessoas excesso de peso são as que mais facilmente sofrem doenças relacionadas com o estilo de vida, como a diabetes e a hipertensão. Contudo, isso não implica que vivam menos do que as pessoas com um peso considerado saudável. Esta é a conclusão de um estudo da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, que indica que as pessoas com um índice de massa corporal (IMC) de 27 correm um menor risco de morte precoce por qualquer causa. Para o estudo, os investigadores dinamarqueses analisaram o IMC e os dados de mortalidade de 120 mil pessoas entre três períodos diferentes: 1976-1978, 1991-1994 e 2003-2013, segundo informações do jornal americano The New York Times. No primeiro grupo analisado (1976-1978), a mortalidade mais baixa estava associada a um IMC de 23,7. No segundo grupo (1991-1994), o IMC era de 24,6, enquanto no último período era de 27 (considerado como excesso de peso segundo os padrões atuais). Publicado na revista JAMA, o estudo revela que o excesso de peso deve ser sempre evitado pelas consequências que vão desde problemas de saúde já citados, complicações mentais, emocionais e sociais, mas que não é causa direta para uma morte precoce.

Joesley Batista afirma que Lula pediu ajuda para o MST

Segundo delação do empresário da JBS Joesley Batista, ele disse ao deputado Rocha Loures (PMDB/PR) que a última vez que conversou pessoalmente com Lula foi no fim de 2016, mas contou que recentemente recebeu uma ligação do ex-presidente com um pedido de ajuda ao Movimento dos Sem-Terra (MST). "Ele me ligou esses dias, pediu pra mim sic atender os sem-terra. Eu digo: ô presidente (risos)… Joesley, eu tô aqui com o (João Pedro) Stédile, não sei o que ele precisa falar com você… Tá bom presidente, manda ele vir aqui. Eu atendo ele, tá bom?'", relatou o empresário ao deputado. A conversa com Loures foi gravada pelo próprio Joesley, já no curso da delação premiada que ele fechou com a Procuradoria-Geral da República. O áudio tem uma hora e 14 minutos de duração e foi anexado aos autos da Operação Patmos, que mira o presidente Michel Temer, o senador Aécio Neves (PSDB) e o próprio Loures. O encontro do delator Joesley com o parlamentar - afastado do mandato por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal -, ocorreu no dia 13 de março, apenas uma semana depois que o executivo da JBS gravou a conversa com Temer. Na ocasião, Joesley recebeu Loures em sua própria residência, no Jardim Europa, em São Paulo. Aos procuradores da Lava Jato, Joesley contou que abriu uma conta corrente de US$ 80 milhões no exterior para atender ao ex-presidente. Ele disse que não tem amizade com o petista como as pessoas imaginam. "Sobre o Lula, eu acho assim, primeiro, que eu não tenho amizade com ele igual o povo acha que eu tenho. Eu conheci o Lula tem dois anos atrás, fim de 2013", contou Joesley ao deputado Loures. Segundo ele, o parlamentar foi indicado por Temer como uma pessoa de sua estrita confiança para ajudar o empresário em seus negócios. O deputado foi filmado pela Polícia Federal pegando uma mochila com R$ 500 mil em dinheiro vivo, em São Paulo. Loures comenta com Joesley que tem boa relação com Lula. "Sempre me dei bem com ele, sempre fui não-ideológico, mas prático. Agora, me parece que muito desse movimento (investigações da Lava Jato) é para alcançá-lo, né Joesley, a ele e ao entorno", disse o deputado. "Com certeza", respondeu o empresário. No diálogo, ambos concordaram que a única coisa que resta a Lula é enfrentar a Lava Jato. Curiosamente, foi nesse período em que Joesley disse ter conhecido Lula pessoalmente que ganhou força o boato nas redes sociais de que um dos filhos do ex-presidente, Fabio Luis Lula da Silva, era sócio-oculto da Friboi, marca de frigorífico do grupo JBS. Ele e os irmãos que são sócios da empresa sempre trataram os rumores com ironia. Ao Ministério Público Federal, Joesley disse que abriu duas contas correntes de propina no exterior que seriam vinculadas a Lula e à ex-presidente Dilma Rousseff, para pagamento de campanhas eleitorais. O saldo em ambas chegou a US$ 150 milhões, segundo o delator. Esses recursos, afirmou o empresário, eram operados pelo ex-ministro Guido Mantega (Fazenda) nos governos Lula e Dilma. A defesa de Lula divulgou nota sobre o assunto. "Verifica-se nos próprios trechos vazados à imprensa que as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados. A verdade é que a vida de Lula e de seus familiares foi - ilegalmente - devassada pela Operação Lava Jato. Todos os sigilos - bancário, fiscal e contábil - foram levantados e nenhum valor ilícito foi encontrado, evidenciando que Lula é inocente. Sua inocência também foi confirmada pelo depoimento de mais de uma centena de testemunhas já ouvidas - com o compromisso de dizer a verdade - que jamais confirmaram qualquer acusação contra o ex-Presidente". Segundo a assessoria de Dilma Rousseff, "são improcedentes e inverídicas as afirmações do empresário". "1. Dilma Rousseff jamais tratou ou solicitou de qualquer empresário, nem de terceiros doações, pagamentos ou financiamentos ilegais para as campanhas eleitorais, tanto em 2010 quanto em 2014, fosse para si ou quaisquer outros candidatos. 2. Dilma Rousseff jamais teve contas no exterior. Nunca autorizou, em seu nome ou de terceiros, a abertura de empresas em paraísos fiscais. Reitera que jamais autorizou quaisquer outras pessoas a fazê-lo. 3. Mais uma vez, Dilma Rousseff rejeita delações sem provas ou indícios. A verdade virá à tona.", conclui.

Único sobrevivente de acidente que matou ao menos 3 é executado dentro de ambulância

Um homem que sobreviveu a um acidente de carro que deixou ao menos três mortos, na tarde deste domingo (21), no norte da Bahia, foi executado dentro da ambulância que prestava socorro a ele. O acidente e o crime ocorreram na BR-407, entre as cidades de Filadélfia e Ponto Novo, segundo informações da Polícia Civil da cidade. De acordo com o delegado Felipe Néri, responsável pela Coordenadoria de Polícia Civil de Senhor do Bonfim, o executado estava em um carro que bateu em outro veículo, onde estava uma família de ciganos. "Todos morreram no local, menos o rapaz. Quando a ambulância que estava socorrendo ele ia se aproximando da cidade de Ponto Novo, familiares dos ciganos mortos no acidente entraram na ambulância e dispararam contra o homem", disse o delegado. Conforme Felipe, testemunhas que apontaram familiares dos ciganos como autores do crime. A Polícia Civil apura a situação, entretanto ninguém foi preso. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que agentes foram encaminhados ao local do acidente, entretanto ainda não há informações sobre o número total de mortos na colisão. (G1 Bahia)

RECEITA: Enformado de macarrão

Ingredientes
300 g de macarrão tipo espaguete fino
2 litros de caldo de legumes
2 cenouras cortadas em tiras finas
2 talos de salsão cortado em tiras finas
Salsa, sal e azeite a gosto
Pimenta-dedo-de-moça picada a gosto
1 colher (sopa) de manjericão picado
100 g de queijo provolone ralado

Modo de preparo
Aqueça o forno a 220º C. Numa panela grande, cozinhe o espaguete no caldo de legumes durante 8 minutos. Junte a cenoura e o salsão e deixe até o macarrão ficar al dente. Escorra, coloque em um recipiente, tempere com o sal, o azeite, a pimenta, a salsa e o manjericão e misture o queijo provolone. Unte quatro forminhas individuais com margarina e forre-as com papel-manteiga. Distribua o macarrão e, com o auxílio de uma colher, pressione para preencher todo o espaço. Leve ao forno durante 15 minutos. Retire, desenforme, regue com um fio de azeite, salpique salsa e sirva em seguida.

'Renunciar seria admissão de culpa. Se quiserem, me derrubem', diz Temer a jornal

O presidente Michel Temer, disse, em entrevista à “Folha de S.Paulo”, publicada nesta segunda-feira (22) , que foi ingênuo ao receber o empresário Joesley Batista, dono da JBS, e repetiu que não vai renunciar diante da maior crise de seu governo. “Se quiserem, me derrubem”, afirmou. Segundo ele, renunciar seria “admissão de culpa”. O presidente afirmou que não está politicamente perdido. “Eu vou revelar força política precisamente ao longo dessas próximas semanas com a votação de matérias importantes. Tenho absoluta convicção de que consigo. É que criou-se um clima que vai ser um desastre, de que o Temer está perdido. Eu não estou perdido”. O áudio, gravado por Joesley durante conversa com Temer no Palácio do Jaburu, em março, serviu de base para a abertura de um inquérito para investigar o presidente por suspeita de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa. Temer afirmou que não sabia que Joesley Batista, que o gravou de forma escondida, era investigado, embora o dono da JBS seja alvo de três operações. Sobre o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, flagrado correndo com uma mala de dinheiro, Temer disse que mantinha com ele apenas “relação institucional” e que a atitude de Loures não foi “aprovável”. O presidente afirmou que a regra que ele próprio estabeleceu, de afastar ministro que virar réu, não vale para ele. Para Temer, a gravação de Joesley foi uma tentativa de induzir uma conversa. “Tenho demonstrado com relativo sucesso que o que o empresário fez foi induzir uma conversa. Insistem sempre no ponto que avalizei um pagamento para o ex-deputado Eduardo Cunha, quando não querem tomar como resposta o que dei a uma frase dele em que ele dizia: ‘olhe, tenho mantido boa relação com o Cunha’. Eu disse ‘mantenha isso’”, disse referindo-se a parte da ‘boa relação’. Temer repetiu que o empresário é falastrão. “Ele falou que tinha [comprado] dois juízes e um procurador. Conheço o Joesley de antes desse episódio. Sei que ele é um falastrão”. Para Temer, ouvir um empresário narrando crimes dentro de sua casa não é prevaricação. “Muita gente me diz as maiores bobagens que eu não levo em conta. Ele foi levando a conversa para um ponto, as minhas respostas eram monossilábicas”. Sobre o encontro fora da agenda, o presidente explicou ser apenas um hábito e não uma falha. “Eu marco cinco audiências e recebo 15 pessoas. Às vezes à noite, fora da agenda. Eu começo recebendo às vezes no café da manhã e vou para casa às 22h, tem alguém que quer conversar comigo. Foi, digamos, um hábito. Não é ilegal porque não é da minha postura ao longo do tempo”. Temer afirmou que poderia ser mais precavido. “Talvez eu tenha de tomar mais cuidado. Bastava ter um detector de metal para saber se ele tinha alguma coisa ou não, e não me gravaria. Fui ingênuo ao receber uma pessoa naquele momento”. Segundo Temer, Joesley gravou a conversa para pegar alguém ‘graúdo’. “Tudo foi montado. Ele (Joesley) teve treinamento de 15 dias para gravar, fazer a delação, como encaminhar a conversa. A primeira coisa, o orientaram ou ele tomou a deliberação: ‘grave alguém graúdo’. Depois, como foi mencionado o nome do Rodrigo, certamente disseram: ‘vá atrás do Rodrigo’. E aí o Rodrigo certamente foi induzido, foi seduzido por ofertas mirabolantes e irreais”. Para Temer, Rocha Loures errou, mas o presidente afirmou não se sentir traído. “Não vou dizer isso, porque ele é um homem, coitado, ele é de boa índole, de muito boa índole. Eu o conheci como deputado, depois foi para o meu gabinete na Vice-Presidência, depois me acompanhou na Presidência, mas um homem de muito boa índole”. Sobre o fato de Loures ter sido filmado com R$ 500 mil, Temer disse que "esse gesto não é aprovável. A respeito seus últimos pronunciamentos após o início da crise, Temer disse que estava apenas retrucando “as imprecações de natureza moral gravíssimas”. Temer afirmou estranhar o fato de Joesley Batista estar solto. “Chamou a atenção de todos a tranquilidade com que ele (Joesley) saiu do país, quando muitos estão na prisão. Ou, quando saem, saem com tornozeleira. Além disso, vocês viram o jogo que ele fez na Bolsa. Ele não teve uma informação privilegiada, ele produziu uma informação privilegiada. Ele sabia, empresário sagaz como é, que no momento em que ele entregasse a gravação, o dólar subiria e as ações de sua empresa cairiam. Ele comprou US$ 1 bilhão e vendeu as ações antes da queda”. O presidente comentou sobre mudança na maneira como os acordos de delação premiada são conduzidos. “Acho que é preciso muita tranquilidade, serenidade, adequação dos atos praticados. Não podem se transformar em atos espetaculosos. E não estou dizendo que a Procuradoria faça isso, ou o Judiciário. Mas é que a naturalidade com que se leva adiante as delações... Você veja, as delações estão sob sigilo. O que acontece? No dia seguinte, são públicas. A melhor maneira de fazer com que eles estejam no dia seguinte em todas as redes de comunicação é colocar uma tarja na capa dizendo: sigiloso”. Temer falou sobre o projeto de abuso de autoridade. “É claro que ninguém é a favor do abuso de autoridade. Se é preciso aprimorar toda a legislação referente a abuso de autoridade, eu não saberia dizer. Abusar da autoridade é ultrapassar os limites legais”. Temer desviou do assunto quando perguntado sobre áudios de executivos dizendo que ele pediu caixa 2 em 2010, 2012 e 2016.

PF dá início a análise de áudio da conversa de Temer com Joesley Batista

A Polícia Federal recebeu hoje a gravação entregue pelos executivos da Holding J&F à Procuradoria-geral da República na qual o presidente Michel Temer aparece em conversa no Palácio do Jaburu com o empresário Joesley Batista. Em nota divulgada no início da noite, a PF confirmou o recebimento dos áudios e dos quesitos apresentados pela PGR e pela defesa do Presidente Temer. Esses quesitos são questionamentos que a PGR e a defesa do presidente pretendem fazer sobre possíveis edições e falhas na gravação. A perícia foi solicitada após a defesa de Temer, baseada em perícias divulgadas por jornais, contestar a autenticidade da gravação. O perito extrajudicial e judicial Marcelo Carneiro de Souza afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo ter identificado "fragmentações" em 14 momentos na gravação. "Em análise técnica preliminar, o Instituto Nacional de Criminalística apontou que é fundamental ter acesso ao equipamento que realizou as gravações originais. Por esse motivo, a PF oficiou à PGR, solicitando o aparelho. Não há prazo inicial estipulado para conclusão dos trabalhos periciais, especialmente diante da necessidade apontada de perícia também no equipamento", afirma a PF.

Após afastamento, defesa de Aécio vai ao STF tentar retomar mandato do senador

A defesa do senador afastado Aécio Neves (PSDB) irá apresentar um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar retomar o mandato do tucano, nesta segunda-feira (22). Desde que a Operação Patmos foi deflagrada, Aécio Neves foi afastado do Senado e de "qualquer outra função pública" pelo ministro Edson Fachin. Isso ocorreu na última quinta-feira (18). O senador afastado também está impedido de se encontrar com outros investigados pelo inquérito e de sair do país. Ao jornal Folha de S. Paulo, o advogado de Neves classificou o afastamento como ilegal.

Populares interditam BA-093 em protesto contra más condições da BA-512

Os moradores do Leandrino, localidade de Dias D’Ávila, e Lamarão do Passé, distrito de São Sebastião do Passé, bloqueiam a BA-093 na manhã desta segunda-feira (22), no trecho de acesso à Caraíba Metais, em protesto contra as más condições da BA-512. Segundo os populares, a manifestação pretende chamar a atenção do governador Rui Costa (PT-BA) para a necessidade de realizar manutenção emergencial na rodovia que liga os municípios de Camaçari e São Sebastião do Passé que está intransitável. Funcionários da concessionária Bahia Norte, administradora da estrada, e agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) acompanham a mobilização a distância. O protesto provoca um longo congestionamento nos dois sentidos da via. (Bahia.Ba)

Conselho de Odontologia reabre processo seletivo com mais de 100 vagas

O Conselho Regional de Odontologia (CRO-BA) reabre as inscrições para processo seletivo para o preenchimento de mais de 100 vagas, em diversos cargos para todos os níveis de escolaridade. Os interessados devem se cadastrar até o dia 4 de junho, pelo site, e efetuar o pagamento da taxa no de valor de R$50 a R$120. As oportunidades disponíveis são de Analista Administrativo (6), para o Nível Superior; Agente de Fiscalização (4), Técnico Administrativo (15) e Técnico em Informática (1), para o Nível Médio; e Auxiliar de Apoio (2), para o Nível Fundamental. As vagas para o cargo de Técnico Administrativo são divididas entre as cidades de Salvador (6); Barreiras (1); Eunápolis (1); Feira de Santana (1); Irecê (1); Itabuna (1); Jequié (1); Paulo Afonso (1); Teixeira de Freitas (1); e Vitória da Conquista (1). Os contratados atuarão com carga horária de 40h semanais, equivalente à remuneração que varia entre o valor de R$ 1.056,90 a R$ 2.125,40. A seleção dos candidatos será feita mediante aplicação de Prova Objetiva, de caráter eliminatória e classificatória, prevista para ocorrer no dia 02 de julho de 2017, em Salvador, com locais e horários a serem divulgados.

FRASES - POEMAS E PROVÉRBIOS

"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores;" 
(SALMOS 1:1)



Com dívida bilionária e sem encomenda, estaleiro Enseada busca negócios

Sem encomendas e com uma dívida bilionária para pagar, a empresa Enseada Indústria Naval planeja explorar uma nova atividade na área onde está construído o estaleiro Enseada Paraguaçu, no interior da Bahia. A ideia da empresa, que tem como sócias as empreiteiras envolvidas na Lava Jato Odebrecht, OAS e UTC, além da japonesa Kawasaki, é aproveitar a estrutura montada para construir navios - que custou R$ 2,7 bilhões - e criar um polo industrial e logístico. "Já temos o ativo físico, como o cais, guindastes, acesso e um terminal de uso privado licenciado, além das licenças ambientais de operação. Isso nos dá uma vantagem competitiva", afirma o presidente da empresa Fernando Barbosa. Segundo ele, esse terminal seria usado para a importação de combustíveis, que hoje tem carência de infraestrutura em todo o Brasil. Na Bahia, diz o executivo, os grandes terminais de líquidos são ocupados pela operação de refinaria e pelo polo petroquímico. Apesar da infraestrutura construída no local, a empresa ainda teria de investir em tancagem e ter autorização da Agência Nacional do Petróleo (ANP). A nova empreitada, no entanto, depende de negociações em andamento com um novo sócio, diz Barbosa. "A partir dessa definição, em um ano conseguiríamos ser operacionais." O executivo destaca, entretanto, que apesar da nova atividade, a estrutura do estaleiro será mantida, na esperança de uma reversão do cenário atual. O Enseada Paraguaçu está construído numa pequena parte do terreno de 1,6 milhão de metros quadrados. Desse total, 300 mil m² é reserva ambiental e o restante está disponível para novas construções. A busca por uma nova atividade tem o objetivo de rentabilizar o negócio da empresa, que teve um baque com a Operação Lava Jato e a crise da Petrobrás. A Enseada tinha contratos de US$ 4,8 bilhões com a Sete Brasil (empresa criada para intermediar a construção de sondas da Petrobrás para exploração do pré-sal) para construir seis navios sondas até 2020. Mas a Sete Brasil entrou em recuperação judicial e deixou de pagar, segundo Barbosa, R$ 1,7 bilhão para a empresa de serviços aprovados e medidos. Quando a crise atingiu a empresa e o setor, o estaleiro estava com 82% das obras concluídas e consumido investimentos de R$ 2,7 bilhões. No total, o empreendimento custaria R$ 3,2 bilhões. Hoje, embora seja operacional, o estaleiro está parado, com apenas 90 trabalhadores responsáveis pela manutenção dos equipamentos. Com uma dívida de R$ 1,2 bilhão, sem encomendas e sem caixa, a saída para a Enseada foi entrar com pedido de recuperação extrajudicial, em janeiro deste ano. "Diferentemente da recuperação judicial, no extrajudicial a gente já entra com um plano de trabalho aprovado por, no mínimo, 64% dos credores. E conseguimos isso", diz o presidente da empresa. De acordo com o cronograma, a empresa teria um tempo para negociar com os credores restantes para aderir ou não ao plano. Após esse período, o juiz homologaria a recuperação da empresa. Até agora, no entanto, isso não ocorreu. A expectativa era que isso ocorreria entre esta semana e a próxima, afirma Barbosa. Como o Enseada, outros estaleiros estão com problema no Brasil inteiro desde que a Operação Lava Jato foi deflagrada. As denúncias envolvendo as empreiteiras (sócias de boa parte dos estaleiros) e a Petrobrás respingaram na Sete Brasil, que parou de pagar os estaleiros. Além disso, a Petrobrás reviu todo o seu plano de investimento. "Os estaleiros foram levantados com uma expectativa da Petrobrás de um cenário extremamente otimista. A realidade se mostrou diferente. Era um sonho que não tinha nenhum sentido. Hoje a expectativa é muito mais modesta", afirma Barbosa.

Empresas Parceiras em Destaque - 315CP

Consumo de álcool aumenta 43,5% no Brasil em dez anos, afirma OMS

O consumo de álcool per capita no Brasil aumentou 43,5% em dez anos e agora supera a média internacional. Em 2006, cada brasileiro a partir de 15 anos bebia o equivalente a 6,2 litros de álcool puro por ano. No ano passado, a taxa chegou a 8,9. Com isso, o País figura na 49.ª posição do ranking entre os 193 avaliados. Os dados foram divulgados ontem pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo a pesquisa, o país com o maior índice per capita de consumo de álcool é a Lituânia, onde os habitantes bebem o equivalente a 18,2 litros de álcool puro (medida que leva em conta o porcentual de álcool na bebida) por ano. A Bielorrússia aparece na sequência, com 16,4 litros por ano, seguida pela Moldávia (15,9) e Rússia (13,9). Dos dez países que ocupam as primeiras colocações, nove estão no Leste Europeu. A média mundial é de 6,4 litros por ano. Na África, o consumo é, em média, de 6 litros por ano. Nas Américas, a taxa é de 8,2 e na Europa, de 10,3, puxada pelos países do leste. A OMS não vê o consumo do álcool em si como um problema, mas considera que o uso excessivo e a falta de controle em certas situações podem se transformar em ameaça. Um total de 3,3 milhões de pessoas morrem todos os anos pelas consequências da bebida - 5,9% de todas as mortes no mundo. No grupo das pessoas entre 20 e 39 anos, 25% das mortes têm uma relação direta com o álcool. Levantamento da OMS também constatou que o álcool pode causar mais de 200 doenças, incluindo mentais. Para a OMS, "governos têm a responsabilidade de formular, implementar, monitorar e avaliar políticas públicas para reduzir o uso excessivo do álcool". Entre as medidas, a entidade sugere regular o marketing de bebidas, o acesso à compra e elevar impostos. Clarice Madruga, psicóloga da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenadora do Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), concorda. Segundo ela, o principal motivo para o aumento do consumo de álcool no País é a falta de uma política de prevenção universal. "O Brasil não adota as políticas eficazes que fizeram outros países reduzirem o consumo." A psicóloga ressalta que, no Brasil, diferentemente da maioria dos países, não há uma licença específica para a venda de álcool. "Todo lugar com alvará - padaria, loja de conveniência, posto de gasolina - pode vender bebida. Isso sem falar na venda informal e para menores." Segundo Clarice, entre as mulheres houve o maior aumento de consumo nos últimos anos. Com a inserção no mercado de trabalho, o acúmulo de papéis sociais e a elevação do estresse, elas estão mais expostas ao álcool e, pior, têm mais propensão à dependência. "Por causa dos hormônios, o efeito do álcool e de outras drogas é muito mais prazeroso para a mulher." Clarice ressalta que o alto consumo de álcool traz mais prejuízos para a sociedade do que para o indivíduo. O publicitário Décio Perez, de 58 anos, viu a vida ser destruída por causa do álcool, mas reagiu. "É uma coisa lenta e progressiva. Você acha que está no controle, mas é engano. Você perde a família, amigos, o emprego." O Ministério da Saúde diz já adotar uma política que enfoca no "fortalecimento de fatores de proteção e redução de fatores de risco e vulnerabilidades que possam levar ao uso prejudicial de álcool e outras drogas". "Entre 2013 e 2016, as ações dos programas alcançaram mais de 10 mil crianças, 47 mil adolescentes e mil famílias."

Brasil é ouvido em audiência em corte da OEA sobre sistema prisional no Brasil


O Brasil foi ouvido na última sexta-feira (19) na Corte Interamericana de Direitos Humanos, órgão máximo do sistema de direitos humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), em audiência em San Jose, na Costa Rica, marcada para o Estado brasileiro dar explicações sobre violações no sistema prisional do Brasil, tanto em adultos, como em adolescentes, e ainda sobre o encarceramento em massa. Segundo organizações de direitos humanos, a população carcerária no Brasil tem um crescimento anual de 6%, o que equivale a 40 mil novos presos por ano. O Brasil foi denuncia na Corte por entidades de direitos humanos e pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) sobre a situação de pessoas presas no Complexo Penitenciário de Curado, em Pernambuco; no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão; no Instituto Penal Plácido de Sá Carvalho, no Rio de Janeiro e na Unidade de Internação Socioeducativa (UNIS), no Espírito Santo, que estão listadas em Medidas Provisionais da Corte, para cumprimento de melhorias no atendimento nestas unidades. O juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, Eugenio Raúl Zaffaroni, disse que apesar das altas taxas de homicídios no Brasil, 74% dos presos no país não estão presos por esse crime. Ele também destacou o número elevado de mandados de prisão. Zaffaroni contestou a declaração do Estado brasileiro que defendeu a inadequação da Corte em convocar uma audiência deste tipo para tratar das denúncias ao sistema prisional do Brasil. “A Corte não está violando normas do direito internacional, nem está saindo da sua competência. Nós vamos resolver os quatro casos de estabelecimentos do Brasil. Não estamos julgando e nem vamos julgar o sistema penitenciário do Brasil. Isso não é nossa competência”, disse. Em decisão anterior, juízes da Corte internacional declararam que há indício de um problema estrutural de âmbito nacional do sistema penitenciário e definiram 52 questões que deveriam ser respondidas pelo Estado brasileiro, incluindo casos de torturas nesses espaços, e determinaram 11 medidas concretas que o governo brasileiro deveria tomar para superar os problemas relacionados à superlotação, insalubridade, risco de violência e insegurança.

Anvisa proíbe comércio de três medicamentos

Três medicamentos irregulares foram alvo de sanções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta sexta-feira (19). O medicamento genérico Norfloxacino, usado para tratamento de infecções urinárias, febre tifoide e gastroenterites, não passou nos testes de dissolução da Agência e, por isso, foi interditado por 90 dias. Durante este período o produto não pode ser comercializado ou utilizado. Já o Trisenox (trióxido de arsênio) injetável, utilizado no tratamento de Leucemia promielocítica aguda (câncer do sangue e medula óssea), teve dois lotes suspensos definitivamente por estarem contaminados. A empresa que produz o produto vai recolhê-los das prateleiras. A Anvisa ainda proibiu a fabricação, distribuição, comercialização e uso do Cáscara Sagrada EC por falta de registro na Agência. Dessa forma, a eficácia do produto não poderia ser comprovada. Agora, a empresa As Ervas Curam terá que recolher o estoque. Com informações do Portal Brasil.

Petistas já traçam estratégia para eleição indireta

A cúpula do PT defende que o partido aposte todas suas fichas nas mobilizações populares pela realização de eleições diretas para uma eventual sucessão do presidente Michel Temer. No entanto, setores influentes da bancada do partido na Câmara já traçam estratégias para o caso de um colégio eleitoral no Congresso. Deputados petistas apostam na divisão da base do governo em um eventual colégio eleitoral. Neste caso, defendem que o PT apoie o candidato que se comprometa a fazer um mandato de "superação da crise", com diálogo entre os diversos setores políticos e, principalmente, retirar de pauta as reformas trabalhista e da Previdência. Segundo um parlamentar petista, a decisão sobre as reformas deveria ficar para o próximo presidente eleito pelo voto popular e com legitimidade das urnas para faze-las ou não. A ideia parte do mesmo setor da bancada petista que defendia apoio a Rodrigo Maia (DEM-RJ) na eleição para a presidência da Câmara, em julho do ano passado, com aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas foi obrigada a recuar diante da pressão da militância. Voto popular: A hipótese enfrenta oposição da cúpula partidária que, reunida em caráter excepcional anteontem em São Paulo, aprovou resolução que rejeita qualquer alternativa que não seja pelo voto popular. Setores da bancada também são contra. "Nosso caminho é o das eleições diretas", disse o deputado Paulo Teixeira (PT-SP). Para a cúpula petista, a possibilidade de participar de um colégio eleitoral pode esvaziar o principal ativo político acumulado pelo partido após deixar o governo: a reconciliação com movimentos sociais. Na quarta-feira, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) vai apresentar na Comissão de Constituição e Justiça do Senado parecer favorável à PEC que prevê eleições diretas em caso de vacância da Presidência até um ano antes do fim do mandato. Hoje, o prazo é de dois anos. "Não vamos participar de nenhum pacto que seja feito sem a participação do povo."

OMS recomenda exercícios físicos diários para população acima de 18 anos


Com 51% da população acima de 18 anos com excesso de peso, de acordo com a pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, atividades simples como caminhar, dançar, andar de bicicleta e desempenhar atividades domésticas surgem como alternativas para os que querem recuperar ou manter a forma física e não podem gastar com academia. Essas atividades físicas estão entre as recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a quem tem mais de 18 anos. No dia a dia, deixar o carro em casa e ir a pé à padaria, passear com o cachorro e trocar o elevador pelas escadas também são atitudes simples que podem contribuir para que as pessoas não deixem de se movimentar, como explica a presidenta do Conselho Regional de Educação Física do Distrito Federal, Cristina Calegaro. “Quanto mais a pessoa se movimenta, mais ela quer se movimentar. Em vez de pedir ao filho para pegar um copo de água, levante-se, sugere. "Antes, não tínhamos controle remoto na TV e era preciso levantar para mudar de canal. 

O avanço tecnológico também contribuiu para diminuir a necessidade de movimento. Com pequenas mudanças de rotina, as pessoas vão se movimentando e sentindo necessidade de mais movimento”, diz Cristina.A OMS recomenda a prática de 30 minutos de atividade física em cinco ou mais dias por semana. Esse tempo pode ser contabilizado de forma separada nas atividades do dia a dia, explica a professora do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília Kênia Mara Baiocchi. “A atividade física é qualquer movimento que você faça. É a caminhada, a escada para não pegar elevador. E esses 30 minutos não precisam ser juntos. 

Passear com o cachorro está valendo, cuidar da casa, do jardim”, diz. Uma alternativa que vem ganhando espaço são as academias em praças e espaços públicos que reúnem um conjunto de equipamentos para incentivar a prática de atividades físicas ao ar livre por iniciativa de governos estaduais e municipais. A dona de casa Maria Selva, de 54 anos, que vive no Paranoá, região administrativa do Distrito Federal, aderiu à prática de atividades físicas em uma dessas academias. Ela conta que recebeu recomendação médica para fazer atividade física por ter diabetes e pressão alta. Procurando opções que não trouxessem gastos extras, Maria Selva começou caminhar. “Eu não tinha condições de pagar academia e também não há nenhuma perto da minha casa”, disse. A atividade agradou, mas as companheiras de caminhada deixaram o exercício e Maria Selva passou a se exercitar na academia da saúde. “Faço mais de 30 minutos de exercícios de segunda a sábado. Depois que comecei, senti que tenho mais disposição, chego em casa mais disposta para trabalhar”, contou.

A profissional de educação física Cristina Calegaro alerta para o cuidado de não exagerar nos exercícios físicos nas academias públicas, já que os frequentadores não contam com a orientação de um professor. A pesquisa Vigitel mostra que, à medida que a idade avança, as pessoas se exercitam menos. No grupo pesquisado entre 18 e 24 anos, 47,6% fazem atividade física no tempo livre. O percentual se reduz gradativamente e, a partir dos 65 anos, é apenas 23,6%. Dos pesquisados acima de 18 anos, a pesquisa mostra que as mulheres são as que menos se exercitam no tempo livre. Enquanto 41,5% dos homens fazem atividade física no tempo livre, o percentual é 26,5% das mulheres. (Agencia Brasil)

Diferença de renda entre brancos e negros cresce com desemprego

O avanço do desemprego fez a desigualdade de renda entre brancos e negros voltar a crescer, interrompendo um processo de redução que se iniciara na década passada. Entre 2015 e o primeiro trimestre deste ano, a remuneração recebida por brancos em todos os trabalhos teve variação positiva de 0,8%. Já o rendimento de pardos caiu 2,8% no período, e o de pretos, 1,6%, de acordo com dados e classificação do IBGE. Até então, a situação era inversa: entre o primeiro trimestre de 2012, início da série histórica, e o último de 2014, o rendimento de pretos cresceu 8,6%, o de pardos, 6,5%, e o de brancos, 5,6%. O resultado é que um negro ganha 56% do rendimento médio de um branco, ante 59% no último trimestre de 2014. Já a renda do trabalho dos pardos é equivalente a 55% da que os brancos têm -no fim de 2014, era de 57%. A principal explicação para o retrocesso é a diferença de inserção profissional. Enquanto quase metade dos brancos está empregada em vagas com carteira, os negros concentram-se no mercado informal, em vagas sem carteira ou como autônomos, segundo dados de 2015 do Ipea. Apesar dessa distribuição desigual, os rendimentos de negros vinham crescendo mais rápido do que os de brancos. Entre 2001 e 2011, o rendimento da população negra aumentou 41,6%, ante aumento de 18,9% na renda dos brancos nesse mesmo período, de acordo com o Ipea. Isso aconteceu graças às políticas de valorização do salário mínimo e do crescimento dos setores de serviços e construção civil, em que a participação de negros é expressiva, diz o economista Marcelo Paixão, professor da Universidade do Texas em Austin (EUA) e coordenador do Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais (Laeser). "O problema é que esses são os piores trabalhos, mais instáveis, de alta rotatividade", afirma Antonio Teixeira, pesquisador da coordenação de gênero e raça do Ipea. "A contradição desse processo é que você teve uma melhora substantiva, mas ela se deu na base da pirâmide de rendimentos, motivo pelo qual a desigualdade continuou elevada. O efeito esperado de um período de crise é que essa base seja mais impactada, por causa do tipo de emprego que ocupa", diz. Os setores de construção e serviços entre os mais afetados pela recessão. Reflexo disso, a diferença na taxa de desemprego entre brancos, pretos e pardos, que girava em torno de três pontos percentuais em 2014, aumentou para seis pontos neste ano.

JACOBINA: ADAB anuncia processo seletivo para 84 vagas temporárias na Bahia

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) anunciou a abertura do processo seletivo para 84 vagas temporárias. Os interessados devem se inscrever pelo site, das 9h do dia 22 às 18h do dia 26 de junho de 2017. O objetivo da seleção é nomear 84 profissionais no cargo de Auxiliar de Fiscalização (83) e Técnico de Nível Superior - Engenheiro Agrônomo (1), cuja remuneração será de R$ 1.421,49 e R$ 1.774,65, incluso gratificação, considerando a jornada semanal de 40 horas. Como benefício, ainda há auxílios refeição e transporte. Para avaliar os inscritos será aplicada Análise Curricular, cuja classificação final será válida por um ano, podendo ser prorrogado por igual período. Os profissionais irão atuar nas seguintes localidades:

Amargosa; Andarai; Antas; Barra; Barra da Estiva; Bom Jesus da Lapa; Brumado; Caetité; Camacã; Campo Alegre de Lourdes; Campo Formoso; Canudos; Casa Nova; Cicero Dantas; Cocos; Cruz das Almas; Curaça; Entre Rios; Euclides da Cunha; Eunapolis; Feira de Santana; Guanambi; Ibotirama; Ipiau; Ipirá; Irecê; Itamaraju; Itapetinga; Jacobina; Jaguaquara; Jequié; Livramento de Nossa Senhora; Macaubas; Maiquinique; Maracás; Medeiros Neto; Miguel Calmon; Morro do Chapeu; Mundo Novo; Nazaré; Nova Canaã; Pilão; Arcado; Poções; Potiraguá; Queimadas; Riachão Do Jacuípe; Ribeira do Pombal; Santa Luz; Santa Rita de Cássia; Santo Amaro; Santo Antonio de Jesus; Saúde; Seabra; Senhor do Bonfim; Sento Sé; Serrinha; Sobradinho; Teixeira de Freitas; Uauá; Ubaitaba; Valença; Vitoria da Conquista e Xique Xique.

RECEITA: Pudim de chocolate

Quem não gosta de comer um pudim de chocolate de sobremesa? Bom acho que o chocolate é um gosto universal, raramente se ouve falar que uma pessoa não gosta de chocolate. Sendo assim as sobremesas que vai chocolate são as mais populares. Veja agora uma receita de um pudim de chocolate delicioso, que é muito fácil o seu preparo.

Ingredientes:-
500 ml de leite
4 colher(es) (sopa) de amido de milho
1/2 xícara(s) (chá) de açúcar
2 unidade(s) de gema de ovo peneirada(s)
1 colher(es) (sopa) de manteiga
1 colher(es) (sopa) de essência de baunilha
200 gr de chocolate meio amargo picado(s)
quanto baste de chocolate granulado para polvilhar

Modo de Preparo:-
Dissolva o amido de milho no leite, logo após despeje em um refratário e acrescente o açúcar, as gemas, a manteiga e a essência. Leve ao microondas por 6 a 8 minutos em potencia alta mexendo a cada dois minutos.
Após acabar o tempo retire e misture o chocolate picado, mexendo até dissolver por completo, coloque em taças individuais ou coloque em um refratário raso, cubra com papel filme para não criar película, deixe esfriar e leve a geladeira, decore cm o chocolate granulado.

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*