Procurar Notícia


Especialistas consideram remota possibilidade de tsunami atingir a Bahia: ‘Muito pouco provável’

Especialistas consultados pela Defesa Civil de Salvador (Codesal) acreditam que não há base científica para afirmar que existe possibilidade do litoral brasileiro ser atingido por um tsunami, provocado pela atividade vulcânica nas Ilhas Canárias, da Espanha, conforme noticiado por alguns veículos da mídia e repercutido em redes sociais.

A mesma versão foi apontada ao G1 pelo coordenador do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Aderson Nascimento. “A gente não tem essa preocupação no Brasil, porque esse evento é muito pouco provável”, garantiu.

Nesta quinta-feira (16), o governo da Espanha anunciou que houve um aumento de atividade sísmica ao redor do vulcão de Teneguia, nas Ilhas Canárias, e que por isso pode haver uma erupção nos próximos dias ou semanas.

No entanto, de acordo com o coordenador do laboratório sismológico, não há motivos para preocupações dos baianos, pois a atividade sísmica nas Ilhas Canárias é monitorada e o serviço geológico espanhol ou órgãos oficiais não emitiram alerta de perigo para o Brasil.

“Isso é o tempo todo feito e a chance de ter uma explosão é muito baixa. É uma chance muito pequena de acontecer, é muito pouco provável. Como membro de órgão de sismologia, ninguém soube de nenhum alerta emitido pelo serviço geológico espanhol ou algum órgão oficial dizendo que isso está acontecendo”.
As explicações de Aderson são semelhantes às que foram dadas pelo titular do Departamento de Oceanografia do Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia (Ufba), professor José Maria Landim Domiguez, e pelo meteorologista da Codesal, Giuliano Carlos Nascimento.

José Maria Landim Domiguez explica que para que um tsunami de grande magnitude ocorresse, no pior dos cenários, seria necessário que parte do arquipélago escorregasse para o mar, o que geraria uma onda de grandes proporções que se propagaria para o oceano.

Segundo ele, “trata-se de especulação supor que um tsunami ocorreria, pois não é a atividade vulcânica que gera o fenômeno, mas o deslocamento do solo”. Para o pesquisador, a divulgação de notícias deste teor só serve para gerar pânico. Ele lembra que a costa de Salvador já registrou ondas de três metros, porém, sem registro de catástrofes.

O meteorologista da Codesal, Giuliano Carlos Nascimento, explanou que a ocorrência de tsunamis tem relação com o deslocamento de placas tectônicas e informou que não há condições propícias para o fenômeno, caso ocorra, atinja Salvador. Conforme ele, os países latino-americanos situados na costa do Oceano Pacífico, a exemplo do Chile, têm maior probabilidade de serem atingidos pelo fenômeno.

Em entrevista ao G1, o coordenador do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Aderson Nascimento, comparou o risco de um tsunami no Brasil com um acidente aéreo, ou seja, com mínimas possibilidades.

“Por exemplo, as pessoas têm medo de viajar de avião, mas muita gente viaja mesmo sabendo que pode acontecer um acidente, porque o risco é mínimo”.
De acordo com Aderson, a chegada de um tsunami demanda muitos anos de estudos e os países que têm sistemas de monitoramentos do fenômeno estão no Oceano Pacífico. “Nenhum país do Atlântico tem um sistema de monitoramento de tsunami, justamente porque é muito raro de acontecer”, reforçou.

Tsunami em Lisboa
O coordenador do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte ainda lembrou que houve um tsunami em 1755, que destruiu a cidade de Lisboa, em Portugal. No Brasil, o fenômeno teve pouca intensidade.

“O que a gente conhece do litoral Atlântico é que em 1755 houve um tsunami que atingiu principalmente Lisboa, que ficou praticamente destruída. Teve terremoto, tsunami, incêndio, acabou com Portugal na época”, contou.

“Aqui no Brasil existem registros do tsunami como uma ‘marolinha’ que chegou. É o que historicamente se conhece. Tempos depois, não existia internet, ficaram sabendo que, na verdade foi, um terremoto que devastou a capital portuguesa”. (G1)

Governo do Estado quer apoiar pugilistas Hebert e Robson Conceição

Em encontro com os pugilistas medalhistas olímpicos Hebert Conceição e Robson Conceição nesta quinta-feira (16), o governador Rui Costa apresentou projetos para valorização do boxe na Bahia. Além do novo Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais que será instalado na capital baiana, o governador anunciou mudanças também na gestão do centro Pan-americano de judô, em Lauro de Freitas, que deve abrigar outras modalidades de lutas.

“Nós estamos transformando aquele espaço que era somente para o judô, em Lauro de Freitas, num centro estadual de lutas, onde o boxe com certeza será destaque, e nossa intenção é transformar aquele espaço num espaço de lutas semanais. Teremos o centro de treinamento de boxe na cidade baixa. Queremos replicar isso em outros lugares do estado em parceria com as academias de boxe e também replicar isso nas escolas. Temos três formas de apoiar o boxe, primeiro com esse apoio de monitoria de iniciação esportiva nas escolas estaduais, o segundo é um patrocínio via FazAtleta para os projetos de iniciação, e para os dois campeões de boxe que estão aqui. Vamos soltar os editais de gestão do centro de treinamento e queremos a participação deles”, afirmou Rui.

Com um investimento de R$ 4,2 milhões, o novo centro de treinamento tem como objetivo garantir as condições apropriadas para a prática do esporte e o desenvolvimento dos atletas baianos das modalidades, além de fomentar interesse pelo boxe e artes marciais nos jovens de todo o estado. Segundo o governador o espaço deverá está pronto até o primeiro semestre de 2022.

O centro irá funcionar no Largo de Roma, na Cidade Baixa, e vai contar com uma estrutura térrea e de mezanino, onde estará distribuídas o hall de entrada com mesas e espaço para o atendimento público, o estacionamento, espaço de convivência com vista para o mar, vestiário masculino e feminino com acessibilidade para pessoas com deficiências (PCD), além de refeitório mobiliado com mesas e sofás, para descanso e interação entre os atletas.
Após a conclusão da obra pela Conder, o espaço será gerido pela Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb), que vai adquirir os equipamentos indispensáveis para a prática do boxe e de outras lutas marciais. A licitação será realizada no próximo mês pela Sudesb.

Rui anunciou ainda a realização de editais para a gestão do centro de treinamento; gestão do centro Pan-americano de judô, que agora deve abrigar grandes lutas nacionais e internacionais de várias artes marciais; e o edital do Fazatleta que vai beneficiar os esportistas baianos.

“Nós não vamos mais nos deslocar para São Paulo para treinar nossos campeões, vamos preparar outros Hebert e outros Robson dentro do nosso estado”, foi o que o campeão olímpico Robson Conceição disse sentir com a apresentação do projeto do centro de treinamentos, pelo governador Rui Costa.

Orgulho baiano

Hebert Conceição venceu a decisão do ouro contra ucraniano Oleksandr Khyzniak, campeão mundial de 2017, por nocaute no terceiro assalto. O brasileiro perdeu os dois primeiros rounds, mas conseguiu derrubar o rival no terceiro para garantir o título. A vitória do baiano foi a mais comentada entre os atletas brasileiros, nesta olimpíada.
O treinador Luís Dórea que acompanhou os campeões olímpicos baianos fez questão de agradecer ao governador pela iniciativa no esporte, e garantiu que os jovens baianos agora têm mais oportunidades de saírem dos caminhos das drogas e se tornarem grandes medalhistas. “O boxe baiano é o melhor boxe de todo o país e isso faz com que nossos jovens desejem um caminho de sucesso longe das drogas”. (bahia.ba)

Operação cumpre mandados de prisão contra envolvidos em fraudes no judiciário baiano

O Ministério Público estadual (MP-BA), por meio do Grupo de Apoio Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou na manhã dessa quinta-feira (16), a segunda etapa da ‘Operação Inventário’. Estão sendo cumpridos três mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão em Salvador, Lauro de Freitas e Ribeira do Pombal.

A operação, que foi deflagrada em setembro de 2020, investiga fraudes identificadas no bojo de processos judiciais em trâmite na extinta 11ª Vara de Família, Sucessões, Órfãos, Interditos, Ausentes da Comarca de Salvador (atual 3ª Vara de Sucessões, Órfãos e Interditos e Ausentes).

Os mandados foram deferidos pela Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa da Comarca de Salvador (Vorcrim). Foram deferidos ainda o afastamento de duas pessoas de suas funções públicas perante a Justiça baiana.

De acordo com informações do MP-BA, nesta fase o Gaeco apurou indícios da prática de crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, fraude processual e uso de documento falso.

Covid-19 pode provocar infertilidade e disfunção erétil, explica especialista

Com o passar do tempo, a comunidade médica vem conhecendo mais detalhes sobre as sequelas e complicações decorrentes da infecção causada pela Covid-19. Na área da urologia, pesquisas já apontam a presença do vírus no órgão reprodutor masculino, provocando a disfunção erétil e prejudicando a fertilidade.

Em contato com o bahia.ba, o urologista Frederico Mascarenhas, chefe da Urologia do Hospital São Rafael, comentou sobre as condições que passaram a figurar na lista de possíveis sequelas da doença que mais assustam a população.

“Bom, uma das preocupações do homem diz respeito a função sexual e a função reprodutiva, a fertilidade. O Covid-19 tem sido responsabilizado como causador dessas duas patologias. Muito possivelmente, porque as alterações relacionadas ao território vascular causadas pelos efeitos trombóticos do vírus, assim como os danos às artérias e a irrigação de de alguns órgãos, podem afetar a sua função. Um deles tende a ser o pênis, porque é um órgão que é altamente dependente da saúde dos vasos. A consequência disso é que alguns homens passaram a ter a disfunção erétil após a doença”, alertou Dr. Frederico.

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da USP, avaliou amostras de tecidos extraídos na autópsia de homens que faleceram em consequência da doença. As lesões testiculares revelaram alterações circulatórias e diminuição do número das células produtoras de espermatozoides e de testosterona.

“A outra preocupação é a infertilidade, talvez por fenômenos vasculares ou por acometimento do próprio testículo pelo vírus. Não se sabe ainda, principalmente pelo curto tempo de vida da doença, mas não se sabe se essa infertilidade é definitiva ou se ela pode ser temporária, somente o tempo vai nos mostrar como vai ser a evolução desses pacientes”, acrescentou o urologista.

Frederico aproveitou para alertar a população a procurar um urologista ao primeiro sinal dessas condições. “É importante para que se faça essa investigação para tentar evitar danos maiores ao funcionamento desses órgãos”, finalizou.

Furnas abre inscrições para instituições sociais de todo o país

Sociedade anônima de economia mista federal, a Furnas Centrais Elétricas está com inscrições abertas para o Edital Social 2021, que beneficiará organizações sem fins lucrativos sediadas em mais de 500 municípios nos quais a empresa está presente.

A Furnas destinará um total de R$ 1 milhão para entidades que contribuam com a melhoria da qualidade de vida das comunidades do entorno de seus empreendimentos, atendendo à política de responsabilidade social da companhia e aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas).

O objetivo é promover a redução das desigualdades e proteção aos direitos humanos, contribuindo para o desenvolvimento sustentável de comunidades em situação de vulnerabilidade socioeconômica. As entidades beneficiadas poderão receber até R$ 200 mil por projeto.

“Furnas busca se relacionar de uma forma cidadã com as comunidades onde atua e adota um compromisso social voltado para o desenvolvimento sustentável e para a redução das desigualdades. Temos muito orgulho em colaborar com a melhoria da qualidade de vida de tanta gente”, disse o gerente de Responsabilidade Social, Marca e Reputação da empresa, Marcos Machado.

As inscrições podem ser feitas até o dia 13 de outubro. Os projetos podem ser enviados à plataforma Prosas gratuitamente peli site www.furnas.prosas.com.br. O editam também está disponível no site. (Bahia.ba)

Ministério recomenda suspensão de vacinação de adolescentes após morte em SP

O Ministério da Saúde emitiu uma recomendação aos estados e municípios para que suspendam a aplicação de vacinas contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos.

A recomendação se deu após o registro de um caso de um adolescente de 14 anos em São Bernardo, interior de São Paulo, que recebeu a primeira dose da vacina da Pfizer e morreu. O caso está sendo investigado.

Diante da recomendação, Salvador suspendeu a aplicação de doses no público dessa faixa etária sem comorbidades. Nesta quinta-feira (16) a capital baiana vacinaria adolescentes de 14 a 17 anos. A informação sobre a recomendação e a suspensão em Salvador foi anunciada pelo prefeito Bruno Reis (DEM) em entrevista ao programa Isso é Bahia, da rádio A Tarde FM, na manhã de hoje. (BN)

Por economia de energia, setor elétrico pede retorno do horário de verão

Entidades representativas do setor de energia pedem que o Brasil volte a adotar o horário de verão. A proposta é apresentada ao governo como alternativa para o enfrentamento da crise energética.

Um relatório, chancelado por entidades como Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Instituto Clima e Sociedade (ICS), International Energy Intiative (IEI), Mitsidi Projetos, Projeto Hospitais Saudáveis e Fórum de Energias Renováveis, diz que a iniciativa levaria à redução de até 5% do consumo de eletricidade no início da noite.

A medida, de acordo com as entidades, provocaria a redução do acionamento das usinas termelétricas, mais caras que as hidrelétricas e eólias e que têm provocado os sucessivos aumentos nas contas de luz.

O documento pede ainda a realização de leilões de eficiência energética. Isto é, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propõem uma redução no consumo de energia elétrica em alguma praça, e as empresas disputam para oferecer o menos custo para efetivar essa redução de demanda.

As entidades pedem ainda a realização de planos municipais de energia e que o tema seja incluído nos códigos de posturas e de obras de cada prefeitura, além da inclusão da eficiência energética nos próximos leilões de capacidade, promovidos pelo governo federal. Há um previsto para 21 de dezembro deste ano.

O setor acredita que medidas como essas aumentarão a resiliência do sistema elétrico, que suportaria melhor crises em outras matrizes.

O segmento entende que o retorno do horário de verão é uma medida emergencial para enfrentar o atual momento de baixa dos reservatórios das usinas hidrelétricas. O documento diz que, por mais que apesar do Brasil já ter enfrentado esse problema outras vezes, não foi implementada nenhuma medida nova e mais eficiente para evitar a crise energética atual.

“Mesmo depois de enfrentarmos outras duas situações semelhantes, em 2001 e 2014, continuamos reagindo com as mesmas medidas que se mostram tanto inefetivas quanto altamente onerosas para o bolso do consumidor. Ao longo desses 20 anos, pouco ou nada avançamos em ações estruturais, notadamente, a eficiência energética”, diz um trecho do estudo.

Um objetivo secundário da proposta, citado no documento, é evitar sobrecargas no sistema elétrico interligado, já que, com o atraso de uma hora do início da iluminação noturna, ocorre a dispersão dos picos de demanda.

Contudo, o segmento pontua que, apesar da mudança trazer impactos cada vez menores nos últimos anos, ela mitigaria as dificuldades enfrentadas no cenário atual.

“A grande questão é que, hoje, o Brasil está vivenciando uma crise hídrica. Se há alguns anos uma economia de 2% a 3% no consumo poderia ser tímida e pouco representativa, hoje ela pode fazer a diferença, aliviando um pouco a demanda em um de seus horários de pico”, diz outro trecho.

No início de setembro, empresários do setor de turismo e alimentação, como a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) enviaram ofício ao presidente Jair Bolsonaro com o mesmo pedido. (Cnn)

Rui Costa nomeia ex-prefeitos baianos para cargos no governo

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), nomeou dois ex-prefeitos baianos para cargos no governo, conforme o Diário Oficial desta quarta-feira (14).

Marco Antônio Lacerda Brito, de Itororó, será diretor de Acompanhamento de Programas e Projetos Habitacionais da Superintendência de Habitação, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, sob o comando de Nelson Pelegrino (PT).

Por sua vez, Márcio Ferraz de Oliveira, de Tremedal, será assessor especial do gabinete do secretário de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal (PP). (Politica Livre)

Calendário das provas do Enem 2021 vai atender três públicos em duas datas diferentes; veja as principais datas

Com a determinação da reabertura das inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 – determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas Ribeiro precisou reavaliar o cronograma da realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Confira as datas oficiais e previstas para o Enem 2021:

14 a 26 de setembro – Candidatos que obtiveram justificativa de ausência do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2020) indeferida pela área técnica do próprio Inep.
24 de setembro – Último dia para as inscrições do Enem PPL 2021.
após o dia 25 de outubro – Divulgação do Cartão de Confirmação da Inscrição da versão digital e manual, por meio da Página do Participante (site oficial do Enem).
21 e 28 de novembro – Aplicação das Provas (para quem já está inscrito no exame atualmente, seja como pagante ou isento) para a versão digital e manual do Enem.
02 de dezembro – Gabarito oficial do Enem (versão manual e digital).
após o dia 25 de dezembro – Divulgação do Cartão de Confirmação da Inscrição da versão manual, por meio da Página do Participante (site oficial do Enem).
09 e 16 de janeiro – Aplicação das Provas (novos inscritos, pessoas privadas de liberdade e a reaplicação do exame) para a versão manual do exame,
19 de janeiro – Gabarito oficial do Enem (versão manual e digital).
21 de janeiro – Previsão da divulgação das notas do Enem 2021 (todos os inscritos).
25 a 28 de janeiro – 1ª edição do SiSU 2022/1 (previsão).
01 a 04 de fevereiro – 1ª edição do ProUni 2022/1 (previsão).
08 a 11 de fevereiro – 1ª edição do Fies 2022/1 (previsão).
21 de março – Previsão da divulgação das notas dos treineiros e da vista pedagógica da prova de redação do Enem 2021 (todos os participantes inscritos no Enem 2021).

Senado aprova projeto que libera candidatura de quem foi multado por contas irregulares

O Senado aprovou ontem o projeto de lei que permite a candidatura de quem teve contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas julgadas irregulares. A liberação vale para os casos que tenham sido punidos exclusivamente com pagamento de multa.

O projeto, que tem origem na Câmara, altera a lei de 1990 que trata dos casos de inelegibilidade. Com a aprovação dos senadores, o texto vai à sanção de Jair Bolsonaro.

Atualmente, a legislação diz que são inelegíveis cidadãos que tiverem contas relacionadas a exercícios de cargos públicos rejeitadas por “irregularidade insanável” e que configurem “ato doloso de improbidade administrativa”.

O prazo de inelegibilidade é de oito anos, contados a partir de decisão irrecorrível de órgão competente. Esses pontos não são alterados pelo projeto.

A proposta diz que a inelegibilidade acima não será aplicada aos “responsáveis que tenham tido suas contas julgadas irregulares, sem imputação de débito, e sancionados exclusivamente com o pagamento de multa”. (G1)

Idoso é morto a tiros após reagir a assalto na porta de casa em Salvador

Um idoso de 66 anos foi morto a tiros após reagir a uma tentativa de assalto na noite desta terça-feira (14), na Rua Visconde de Abaeté, no bairro do Caminho de Areia, em Salvador.

Segundo informações da TV Bahia, a vítima aguardava a filha, que estacionava o carro na porta de casa. Em imagens captadas por câmeras de segurança, é possível ver o suspeito abordar o carro em uma bicicleta.

Após atirar contra a vítima, identificada como Antônio Carlos Barbosa da Silva, o suspeito deixou a bicicleta no local e fugiu a pé. Ainda de acordo com as informações, o idoso chegou a ser socorrido pelos familiares para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiu.
O suspeito ainda não foi identificado. (BN)

“Bolsonaro não ficará sem palanque na Bahia”, diz Roma sobre candidatura ao governo em 2022

O ministro da Cidadania, João Roma, admitiu que deverá se lançar com pré-candidato à sucessão do governador Rui Costa (PT) ao afirmar que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “não ficará sem palanque no quarto maior colégio eleitoral do Brasil” nas eleições de 2022. A declaração foi dada na noite de segunda-feira (13), em entrevista ao programa Sete em Ponto, da Rádio Metropole, ocasião em que ele voltou a atacar a gestão estadual.

“Naturalmente, nós temos que defender o nosso Brasil. E o que eu tenho repetido é que o presidente Bolsonaro não ficará sem palanque no quarto maior colégio eleitoral do Brasil, que é o estado da Bahia. Já está claro que nós precisamos, cada vez mais, buscar, sim, transformações no estado”, disse Roma, que é deputado federal licenciado pelo Republicanos-BA.

“As pessoas já estão fatigadas com o governo que anda movido pela propaganda e que não traz resposta para a melhoria de qualidade de vida da sua população”, acrescentou o ministro. Caso dispute o Palácio de Ondina, ele terá entre seus adversários o senador Jaques Wagner (PT), que tentará ocupar a cadeira do Executivo pela terceira vez.

Ao fazer uma defesa enfática de Bolsonaro, Roma passou a mencionar a retomada de obras pelo governo federal, dentre as quais a de um trecho da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), cuja construção fora iniciada na gestão de Lula, em 2011. Para ele, porém, o “ciclo de gestões” petistas na Bahia “fracassou”, sobretudo na área de segurança pública. A morte de dois policiais militares no exercício de suas funções, no último fim de semana, serviu de combustível para Roma intensificar suas investidas.

“Muito disso se deve à falta de prioridade na área de segurança, a uma administração que certamente fracassou, em especial, no quesito segurança pública. Sem querer falar na área de saúde, na área de educação, que também é um vexame na Bahia em relação ao Brasil”, afirmou o ministro.

“No Brasil inteiro, no primeiro semestre houve uma diminuição de 8% a quantidade de assassinatos. Na Bahia, aumentou mais de 7%.”

Roma também rebateu fala em que Rui Costa disse que o legado de Bolsonaro será “do palavrão, da pregação da violência”.

“Sobre palavrões, ora: melhor falar palavrão do que falar palavras bonitas e não ofertar providências a nossa população. Não tratar com respeito ofertando estrutura para que os nossos policiais possam trabalhar. Policiais esses que estão dando o seu sangue. Literalmente, dando o seu sangue”, reiterou o ministro.

“Para piorar, hoje ele aumentou mais um ingrediente nisso, que é a transferência de responsabilidade, um dos maiores dos pecados. Ele, hoje, sobre a questão da segurança pública, que é uma questão de calamidade no estado da Bahia […] Nós, que fazemos parte da vida real e escutamos o clamor do nosso povo, sabemos que isso está insuportável. Simplesmente, o governador Rui Costa vai e busca transferir a responsabilidade pro governo federal”, afirmou Roma.

©Site fundado: 09/10/2008 - Por: *Valter Egí - Todos direitos reservados à Jacobina News*